Volta às aulas: a grande dúvida

Sem dúvida que ninguém esperava que a pandemia do novo coronavírus se estendesse por tanto tempo. Desde março, a incerteza paira em todos os segmentos. Provavelmente, a educação é o setor que mais tem dúvida quanto ao retorno às atividades.

Em Maceió, o prefeito Rui Palmeira já havia determinado, há algum tempo, que o ano letivo da rede de ensino de Maceió não seria retomado esse ano. Hoje, tornou público um documento de normas para a volta às aulas, mas sem data para tal. A incerteza também é a mesma no âmbito do governo do Estado.

Em Sergipe, o Executivo anunciou para março a retomada das aulas presenciais. Como não poderia ser diferente, o mais atabalhoado continua sendo o governo federal. Sem consultar qualquer dos segmentos envolvidos na questão, o Diário Oficial da União trouxe uma portaria que determina a volta do ensino presencial nas instituições de ensino da União já a partir de janeiro.

Como não é novidade, voltou atrás. O pior, imagina-se, já passou. Portanto, nada melhor que manter um pouco de prudência para evitar que a doença, que já matou mais de 160 mil brasileiros, se propague ainda mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *