Pandemia: período junino será sem fogueiras e sem fogos em Maceió

Prefeito publicou decreto para manter o isolamento social e evitar as aglomerações

A tradição nordestina, de acender a fogueira, reunir as crianças ao seu redor e soltar fogos de artifício será suspensa no período junino desse ano em Maceió. A decisão é do prefeito Rui Palmeira, motivada pela pandemia da Covid-19.

A edição de hoje do Diário Oficial do Município traz o decreto assinado pelo prefeito, através do qual suspende os alvarás para barracas de vendas de fogos de artifício; a comercialização de fogos de artifício; acender fogueiras em espaços públicos e privados; e queimar e soltar fogos de artifício em espaços públicos e privados.

A medida também suspende os alvarás concedidos para esse fim, antes da pandemia. A justificativa para a suspensão dessas atividades, elencadas no decreto, é a superlotação das instituições hospitalares públicas e privadas; a possibilidade de intoxicação por fumaça e acidentes causados por fogo; além das aglomerações provocadas nessas comemorações, o que comprometeria as normas de isolamento social impostas pela pandemia.

A medida é válida a partir das zero hora de hoje, dia 15, até enquanto durar a pandemia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *