Congresso se ilumina para alertar a população para problemas de saúde pública

Imponência do Congresso Nacional altera cores para chamar atenção para problemas de saúde pública

O Congresso Nacional tem contribuído com as campanhas de conscientização para os problemas de saúde pública. A cada ano, em setembro, por exemplo, o prédio fica iluminado com a cor amarelo, para lembrar a campanha de combate ao suicídio. No mês seguinte, a cor dominante é o rosa, para marcar o Outubro Rosa, em apoio à campanha de conscientização contra o câncer de colo de útero.

Durante esse mês de março, enquanto as composições políticas agem internamente, a fim de constituir os blocos parlamentares e as comissões temáticas tanto do Senado quando da Câmara, o prédio como um todo declara apoio à campanha Março em Cores, de conscientização sobre o câncer de intestino. Assim, a cúpula da Câmara dos Deputados ficará iluminada nas cores azul e verde até o próximo dia 31, enquanto a do Senado ganhará as cores amarelo e lilás, até o dia 24.

CASOS

O câncer de intestino abrange os tumores que se iniciam na parte do intestino grosso chamada cólon e no reto (final do intestino, imediatamente antes do ânus) e ânus. Também é conhecido como câncer de cólon e reto ou colorretal.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), vinculado ao Ministério da Saúde, esse tipo da doença é tratável e, na maioria dos casos, curável, ao ser detectado precocemente, quando ainda não se espalhou para outros órgãos. Grande parte desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso.

A prevenção à doença passa pela manutenção do peso corporal adequado, pela prática de atividade física e pela alimentação saudável, composta, principalmente, por alimentos in natura e minimamente processados, como frutas, verduras, legumes, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, grãos e sementes. Também é importante não fumar e não se expor ao tabagismo.

Os tumores de cólon e reto podem ser detectados precocemente através de dois exames principais: pesquisa de sangue oculto nas fezes e endoscopias (colonoscopia ou retossigmoidoscopias).

Os principais sinais e sintomas sugestivos deste câncer são: sangramento nas fezes, massa (tumoração) abdominal, dor abdominal, perda de peso e anemia, além de mudança de hábito intestinal. A estimativa do Inca é de 36.360 novos casos registrados no Brasil em 2018, sendo 17.380 em homens e 18.980 em mulheres.

Com colaboração da Agência Câmara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *