22 de junho de 2022

TV Tribunal mostra atuação do NPF para reduzir número de bebês registrados sem o nome do pai

Nos primeiros quatro meses deste ano, o Brasil contabilizou o maior número de bebês registrados apenas com o nome da mãe. Em Alagoas, nesse mesmo período, mais de mil bebês não foram reconhecidos por seus pais e, por isso, o Núcleo de Promoção da Filiação (NPF) tem atuado para mudar essa realidade. A repórter Lídia Lemos foi até o Núcleo entender como eles estão garantindo o reconhecimento de paternidade para reduzir o número de crianças nessa condição e estimular a presença dos pais na vida desses pequenos alagoanos.

Esta edição do “Em Dia com a Justiça” também mostra a parceria entre o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) e o Centro Universitário Tiradentes (Unit) que possibilitou a criação de um mestrado em Direitos Humanos voltado para servidores e magistrados do estado. A primeira turma é composta por 15 alunos e três dissertações já foram apresentadas pelos juízes Carolina Valões e Sandro Augusto, e pela servidora Ana Gabriela Rocha.

A participação do desembargador Tutmés Airan na sessão especial da Assembleia Legislativa (ALE) que debateu o uso medicinal do canabidiol e a discussão sobre trabalho infantil com alunos de escolas públicas por meio do Programa Cidadania e Justiça na Escola (PCJE) são os outros destaques do “Em Dia com a Justiça”.

Além do portal do TJAL, é possível acompanhar esta edição do “Em Dia com a Justiça” pelo Youtube ou Instagram. O programa também pode ser visto de segunda a sexta, às 9h da manhã na TV Cidadã (canal 35.2 da TV Aberta ). Na TV Educativa (canal 6 da TV aberta), o informativo é veiculado às 9h, também de segunda a sexta-feira. Na TV ALE (Canal 7 da Claro TV), todos os dias às 7h, 14h45 e 19h45.

 Dicom TJAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *