14 de maio de 2022

Sucesso absoluto: Planta Alagoas rompe fronteiras e auxilia na produção familiar de norte a sul do estado

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Maykon Beltrão, segue acompanhando diversas entregas das sementes oriundas do Planta Alagoas em todo o estado. Prefeituras, Sindicatos Rurais, Associações, Comunidades Rurais e Movimentos Sociais ligados à agricultura em Alagoas recebem toneladas de culturas e distribuem para os agricultores beneficiários.

Desde o início de abril deste ano, os Centros de Distribuição (CD’s) que estão espalhados em várias regiões do estado têm, diariamente, recebido um grande número de produtores para retirar às quantidades de sementes solicitadas durante o período de inscrição. O superintendente de Inclusão Produtiva da Seagri, Luciano Barros, comemora o sucesso que o programa vem fazendo em Alagoas e, destaca ainda, alguns pontos que corroboram com o avanço da agricultura familiar.
“Graças à parceria do Estado com Cooperativas Rurais, Associações, Movimentos Sociais, Sindicatos e Prefeituras, por exemplo, todo o processo está sendo discutido com os elos da cadeia produtiva, o que tornou o Planta Alagoas um sucesso. O Governo do Estado, junto com a Seagri e Emater, fazem o monitoramento da distribuição e o recebimento das sementes até a produção para, então, avaliar os resultados do programa”, afirmou Barros.
Municípios de Belo Monte, Cacimbinhas, Campestre, Coruripe, Delmiro Gouveia, Estrela de Alagoas, Japaratinga, Joaquim Gomes, Mar Vermelho, Maragogi, Matriz do Camaragibe, Minador do Negrão, Passo do Camaragibe, Penedo, Piaçabuçu, Porto Calvo, São Brás, São Luís do Quitunde, São José da Tapera, Tanque D’arca e União dos Palmares foram alguns dos contemplados pela Secretaria de Agricultura.
Todas as cidades alagoanas vão receber, ao todo, aproximadamente, 1.500 toneladas de grãos de milho, sorgo, feijão, arroz e, entre elas, sementes concedidas por meio de uma solicitação direta ao secretário Maykon Beltrão.
Atualmente, o programa atende mais de 200 entidades governamentais e não-governamentais. Vale ressaltar também que, nesta edição de 2022, o Fundo Estadual de Combate e Erradicação à Pobreza (Fecoep) disponibilizou R$ 20 milhões para seguir fomentando o bolso do pequeno agricultor e colocar o alimento na mesa dos alagoanos.
Segundo estimativas dos técnicos da Seagri-AL, o retorno financeiro que o Planta Alagoas poderá contribuir na renda dos agricultores do estado, pode ultrapassar a casa dos R$ 40 milhões.
Beneficiários
 
Participando pela primeira vez do Planta Alagoas, o agricultor Josinaldo Vicente de Melo, de 51 anos, reside no Assentamento Nova Vida, em Japaratinga. O produtor fala de suas expectativas para a colheita deste ano.
“O que eu pretendo é ter uma boa produção através do plantio das sementes de milho e feijão que eu solicitei durante a fase de cadastramento. Por isso, quero agradecer por tudo o que o secretário Maykon Beltrão está fazendo pela agricultura familiar. Ele tem contribuído muito com a agricultura familiar em Alagoas e, com isso, merece o nosso apoio”, afirmou.
O assentado pela reforma agrária, Edvaldo Candido, de 40 anos, falou sobre a importância da produção na destinação das culturas oferecidas pelo Programa Planta Alagoas.
“A parceria entre a comunidade e a prefeitura foi muito importante para efetuarmos nossa inscrição. Tanto que agora que estamos recebendo os grãos, com o pensamento positivo porque a terra já está pronta, e as sementes estão chegando. Temos fé que teremos um bom resultado em nosso plantio para 2022”, comemorou Candido.
O produtor familiar destacou ainda o trabalho da atual gestão e da equipe técnica que sempre tem se esforçado para melhor atender aos alagoanos que dependem da pasta da Agricultura.
“A agricultura alagoana vem tendo incentivos que precisávamos. Se a prefeitura está agindo bem, isso quer dizer que o secretário Maykon Beltrão está passando algo positivo em favor do setor agrícola em alagoas”, finalizou Edvaldo Candido. 
Emater e Iteral 
 
O Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater-AL) e o Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral) atuam em conjunto com a Seagri-AL para fornecer agilidade nas distribuições, auxílio técnico e social para as demandas referentes ao Planta Alagoas e em prol do setor agrícola familiar.
Luciano Barros, que é o superintendente de Inclusão Produtiva da Seagri, também falou da importante atuação assídua dos técnicos da Emater em relação às entregas das culturas disponíveis.
“O sucesso do Planta Alagoas acontece graças a participação efetiva dos técnicos da Emater, o que tem sido de suma importância para esse processo de distribuição nos 102 municípios alagoanos”, completou Luciano Barros.
O programa contempla mais de 70 mil produtores alagoanos, sendo eles, agricultores familiares, assentados da reforma agrária, quilombolas e indígenas que, ao fim das colheitas, vão impulsionar a economia no estado e fortalecer a cadeia produtiva em Alagoas.

 

 
Giselly Vitória (sob supervisão)
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *