18 de fevereiro de 2022

É falso que países tenham abandonado a vacinação contra a Covid-19

Circula em grupos do WhatsApp a informação de que Alemanha, República Tcheca, Índia e Japão teriam suspendido a vacinação contra a Covid-19 e até adotado o uso de ivermectina em seu lugar. A informação é falsa. A campanha de vacinação continua em todos os países Ao mesmo tempo, órgãos reguladores de todo o mundo não recomendam uso de medicamentos sem eficácia para tratar a doença.

O conteúdo faz um suposto panorama da vacinação contra Covid-19 e das medidas de distanciamento social ao redor do mundo. A mensagem defende que são “notícias do fim da pandemia e da vacinemia (sic)” e que “a mega mídia não informa”. “Alemanha abandona a ideia da vacinação, na República Checa a ideia de obrigação da vacinação é abandonada, Índia e Japão interrompem a vacinação e distribuem ivermectina”, diz trecho da mensagem.

As informações não procedem. Em tom alarmista, as ideias falsas são utilizadas para tentar convencer a população de que a vacina não faria mais sentido contra a pandemia. Nenhuma fonte de notícia ou institucional de cada país é citada.

A Alemanha não deixou a vacina de lado. No site oficial do Ministério Federal da Saúde para o acompanhamento vacinal do país, é possível conferir os números atualizados. Nesta quinta-feira (17), por exemplo, foram aplicadas 175 mil doses na Alemanha. O portal até calcula que a cada 17 segundos, 30 pessoas recebem uma dose do imunizante.

Com a redução da taxa de infecção, o governo alemão pretende flexibilizar as regras de distanciamento para os vacinados a partir do dia 20 de março. No entanto, a medida não significa relaxamento das ações contra a pandemia. A chanceler da Alemanha, inclusive, quer tornar as vacinas obrigatórias antes do próximo outono e inverno, no entanto o assunto ainda é discutido no parlamento.

Na República Tcheca, diferente do que a mensagem falsa tenta passar, não houve obrigatoriedade da vacina. O governo anterior, que permaneceu até dezembro de 2021, aprovou a obrigatoriedade para pessoas com mais de 60 anos, médicos, policiais, bombeiros e estudantes de medicina. A medida teria início em março de 2022, mas o novo governo, liderado pelo primeiro-ministro Petr Fiala revogou. Apesar disso, o país incentiva a vacinação e até essa quinta-feira (17) 63,8% da população estava com o esquema vacinal completo.

Também não houve interrupção da vacinação na Índia. O site do Ministério da Saúde e Bem-Estar Familiar registra mais de 1,34 bilhão de doses aplicadas. Quase 70% da população indiana já recebeu ao menos uma dose do imunizante. O país não substituiu a vacina pelo uso da ivermectina, medicamento que não é recomendado para o tratamento da Covid-19 pela Diretoria Geral de Serviços de Saúde desde junho de 2021.

O boato de que o mesmo teria acontecido no Japão é antigo nas redes sociais. A informação falsa já circulou em vários formatos. Até essa quinta-feira (17), mais de 100 milhões de japoneses completaram o esquema vacinal, o que representa 79,5% da população. O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar informa que há imunizantes disponíveis da Pfizer, Moderna e Astrazeneca. A Agência de Produtos Farmacêuticos e Dispositivos Médicos (PMDA) do Japão também não aprovou a ivermectina para o tratamento da Covid-19.

Alagoas Sem Fake

Com foco no combate à desinformação, a editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas e outros temas. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. Clique aqui para enviar agora.

Secom Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *