14 de janeiro de 2022

Maceió é massa: primeiro evento do “Bike sem Barreiras” acontece neste domingo (16) na orla

Maceió é massa: primeiro evento do “Bike sem Barreiras” acontece neste domingo (16) na orla

Ação ocorrerá das 9h às 13h, na avenida Silvio Carlos Viana. Foto: Ascom Uninassau

Promover uma nova realidade de lazer e integração com o espaço público às pessoas com deficiência física, mobilidade reduzida ou deficiência visual. Essas são algumas das propostas do projeto Bike sem Barreiras, que realizará sua primeira edição neste domingo (16), no “Domingo de Lazer”, na orla da Ponta Verde.

A iniciativa, promovida pelo Instituto Ser Educacional em parceria com a Prefeitura de Maceió, ocorrerá das 9h às 13h, na avenida Silvio Carlos Viana, em frente ao Edifício Portal do Atlântico. Para experimentar os equipamentos, basta se inscrever no local do evento, na hora.

Durante a ação, dois modelos de bicicletas adaptadas estarão disponíveis: uma handbike, que é um triciclo adaptado para ser pedalado com as mãos e utilizado por usuários com lesões baixas; e uma bicicleta dupla, que pode ser pedalada por uma pessoa com deficiência visual e pelo monitor ou acompanhante.

De acordo com a titular da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), Patricia Mourão, a iniciativa, já presente em outras cidades brasileiras, é mais uma oportunidade para pessoas com deficiência desfrutarem da cidade.

“O projeto é muito importante e com certeza será mais uma oportunidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida aproveitarem a orla da cidade. Além do Praia Acessível, agora Maceió também conta com o Bike sem Barreiras, com essa parceria com o Instituto Ser Educacional”, destacou.

“O Bike sem Barreiras é um projeto de responsabilidade social da Uninassau que busca incluir mais pessoas com deficiência às atividades de lazer do município, como é o caso do projeto domingo de lazer. Temos uma preocupação com esse público e, por isso, estamos realizando essa edição, para que eles possam aproveitar o que Maceió tem de melhor a oferecer, como essa orla sensacional”, pontuou o coordenador do projeto, Daniel Pestana.

Durante a ação, os usuários contam com o suporte de profissionais e alunos do curso de fisioterapia da Uninassau e estagiários da Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), que estarão disponíveis para orientação.

Ascom Semtel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *