15 de setembro de 2021

Em seis meses, CadÚnico registra quase nove mil novos beneficiários em Maceió

Em seis meses, novos inscritos no CadÚnico chegaram a quase nove mil famílias. Foto: Ascom Semas.

O  último levantamento semestral feito pela Semas contabilizou um total de 8.723 novas inscrições e 15.706 atualizações do Cadastro Único (CadÚnico). Devido à criação de novos benefícios sociais como o Cartão CRIA e o retorno dos cursos ofertados pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), em parceria com o SENAI, Maceió atingiu a marca de 319.716 famílias inscritas no CadÚnico, das quais 184.016 famílias recebem o Bolsa Família, porque seguem todos os critérios de concessão do Programa.

O coordenador Geral do Cadastro Único de Maceió, Diogo de Lima Santos, enfatizou que o crescente número de usuários está ligado à grande necessidade das famílias em se cadastrarem e atualizarem o NIS. Ele afirmou que apesar do período pandêmico as atividades do CadÚnico não pararam e no primeiro semestre 15.511 famílias foram beneficiadas com o Bolsa Família.

“Devido à pandemia muitas famílias mudaram o seu perfil de renda e com isso não puderam ficar de fora dos programas de assistência social. O CadÚnico não parou um dia sequer. Seguimos com as atividades de forma gradativa obedecendo as normas sanitárias de segurança, com sistema de agendamentos para evitar aglomerações. O importante é não permitir que as famílias fiquem desassistidas pela falta do NIS ou da atualização do Cadastro Único”, pontuou o coordenador.

Com a alta demanda por conta da Pandemia, Diogo listou todos os serviços prestados pelos servidores da Sede do Cadastro Único, além de salientar o empenho e a dedicação dos profissionais em esclarecer e sanar todas as dúvidas dos usuários.

“No nosso prédio ofertamos os serviços de cadastramento e atualização do NIS, além de fazermos a inscrição para o programa CRIA do Governo do Estado, da Gestão do Programa Bolsa Família e requerimento e análise técnica para o Benefício de Prestação Continuada, conhecido como LOAS. Sabemos das dúvidas da população e por isso temos atendimentos de esclarecimentos acerca de todos os programas sociais e de benefícios que utilizam o Cadastro Único como base de dados para informações”, esclareceu o coordenador.

Beneficiária do Bolsa Família há seis anos, Katiane da Costa Silva, contou que durante a pandemia as oportunidades de trabalho ficaram escassas e com dois filhos para criar, o benefício foi de extrema importância por levar o alimento para dentro de casa.

“Tenho duas filhas, uma de seis anos e outra de quatro meses. Com a pandemia perdi meu emprego e fiquei sem renda. Antes contava com o apoio do meu sogro que infelizmente faleceu por Covid-19. O Bolsa Família vem mudando a vida da minha família, porque com essa ajuda eu posso comprar comida para meus filhos e trazer alegria para dentro da minha casa”, revelou a usuária.

Mãe de Benjamin, de dois anos, Sunamita Batista, deu entrada no seu NIS recentemente para conseguir o benefício do Programa Bolsa Família e apesar de ainda não ter sido aprovado, a solicitante não poupou elogios ao serviço do CadÚnico.

Katiane da Costa esclarece dúvidas durante o atendimento. Foto: Ascom Semas.

“Dei entrada no meu NIS há um tempinho e estou aguardando a aprovação do benefício. Ainda não consegui, mas a equipe do Cadastro Único foi muito atenciosa e o agendamento online facilitou a locomoção e organização de todo mundo. A gente consegue tirar todas as dúvidas, entender todos os processos, sem contar que somos bem atendidos”, disse Sunamita.

Atendimentos e Horários

Os agendamentos do Cadastro Único acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, por meio do telefone 3312-5924. Além dos atendimentos agendados, a Sede do CadÚnico atende ainda à demanda espontânea considerada urgente, que ocorre quando o usuário está com seu benefício bloqueado ou necessita do cadastramento ou da atualização para ser beneficiário dos programas. Além da sede, os atendimentos referentes à inscrição no Cadastreo Único acontecem nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e no Centro de Apoio Socioassistencial (CASA), localizado na Praça da Faculdade, no Prado.

 Ascom Semas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *