3 de junho de 2021

Praia do Patacho entre praias brasileiras aptas a receber selo Bandeira Azul

Brasil amplia número de praias e marinas aptas a receberem a certificação Bandeira Azul

A temporada de verão de 2021/2022 no Brasil deve ter um aumento no número de praias e marinas certificadas pelo Programa Bandeira Azul, a maior premiação global dedicada à gestão de praias, marinas e embarcações de turismo. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (02.06), após avaliação do Júri Nacional da premiação, que contou com a participação do Ministério do Turismo. Ao todo, 28 Bandeiras Azuis foram pré-aprovadas, sendo 22 praias e 6 marinas, o que representa um aumento de 16% em relação ao ano passado, quando 24 locais foram premiados.

Em Alagoas, a única praia contemplada é a Praia do Patacho em Porto de Pedras, já considerada uma das mais belas do mundo. Em parceria com a secretaria de estado do Desenvolvimento e Turismo, o município vem executando todas as exigências do programa.

 O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, acredita que a ampliação de locais aptos à certificação é o início de uma caminhada que o Brasil está realizando no sentido do desenvolvimento ambiental e sustentável dos destinos nacionais. “Temos um dos mais belos litorais do mundo, somos o segundo país em atrativos naturais, e esse aumento só comprova o trabalho que está sendo realizado no sentido de estruturar e aprimorar os nossos destinos para uma melhor experiência por quem passar pelo nosso país”, destacou.Para se qualificar para o Bandeira Azul, uma série de critérios com foco em gestão ambiental, qualidade da água, educação ambiental, segurança e serviços, turismo sustentável e responsabilidade social devem ser atendidos, mantidos e comprovados anualmente. O principal objetivo do Programa é elevar o grau de participação e, consequentemente, de conscientização da sociedade, empresários do segmento náutico e gestores públicos quanto à necessidade de proteger os ambientes marinho/costeiro, incentivando a realização de ações que conduzam à resolução dos problemas existentes na busca da qualidade e proteção ambiental.

A divulgação final dos resultados será realizada em outubro, após a apreciação do Júri Internacional. Já a cerimônia de entrega das bandeiras está prevista para novembro, no início da temporada Bandeira Azul no hemisfério sul. No último verão, 13 atrativos da Região Sul, 8 do Sudeste e 3 do Nordeste foram contemplados com a certificação.

JÚRI – Além do MTur, também fazem parte do Júri Nacional do Programa os ministérios da Educação e do Meio Ambiente, a Secretaria de Coordenação e Governança Patrimônio da União do Ministério da Economia, o Instituto Ambientes em Rede, a Associação Náutica Brasileira – ACATMAR, a Agência Brasileira de Gerenciamento Costeiro, a Fundação SOS Mata Atlântica, a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático e a Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente – ANAMMA . Anualmente, as entidades se reúnem para aferição do cumprimento dos critérios e deliberação sobre quais praias, marinas e embarcações serão submetidas ao Júri Internacional.

SOBRE O BANDEIRA AZUL – O Programa Bandeira Azul promove o desenvolvimento sustentável em áreas de água doce e marinhas. O Programa desafia as autoridades locais e os gestores de praia a alcançarem altos padrões de qualidade em quatro temas: qualidade da água, gestão ambiental, educação ambiental e segurança. Ao longo dos anos, o Bandeira Azul tornou-se um rótulo ecológico altamente respeitado e reconhecido trabalhando para reunir os setores de turismo e meio ambiente de maneira local, regional e internacional.

O Programa Bandeira Azul foi criado pela FEE – Foundation for Environmental Education (www.fee.global), uma instituição internacional com diversos integrantes representando seu respectivo país. No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o IAR – Instituto Ambientes em Rede (www.iarbrasil.org.br)
Ascom Bandeira Azul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *