10 de junho de 2021

Junho vermelho alerta para o baixo estoque de sangue nas unidades; saiba como doar

A Confederação Nacional de Municípios (CNM), por meio do projeto Rede de Municípios Doadores, reforça a importância da doação de sangue. Isso porque alguns fatores como o frio intenso e a pandemia da Covid-19, resultam na baixa de doações e, é conhecido como Junho Vermelho, já que no próximo dia 14 de junho é celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue. Para fazer a doação, basta comparecer a uma Unidade de Coleta ou a um Hemocentro. Apenas 1,6% da população brasileira é doadora de sangue. Mas, para ser considerado ideal, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de doadores precisa ser o dobro.

Para manter o abastecimento dos estoques e aumentar as doações voluntárias são criadas campanhas de doação, para conscientização e mobilização da população. A doação de sangue é totalmente segura, não dói, leva no máximo 40 minutos e o volume coletado não ultrapassa 10-15% da quantidade de sangue que o doador possui. Ele é reposto naturalmente pelo organismo em até 24 horas após a doação.

Condições para doar sangue:
– Ter entre 16 e 69 anos;
– Pesar no mínimo 50 kg;
– Estar alimentado. Evite alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação;
– Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas;
– Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
– Apresentar documento de identificação com foto.
Coronavírus (Covid-19)
– Candidatos que apresentaram infecção pela Covid-19 são considerados inaptos por um período de 30 dias, após recuperação clínica completa (assintomáticos);
– Candidatos que tiveram contato direto (domiciliar ou profissional) com casos suspeitos ou confirmados de contaminação por coronavírus devem aguardar 14 dias após o último dia de contato, para realizar a doação de sangue;
– Profissionais da saúde (médicos, enfermeiros, entre outros) que trabalham diretamente com pacientes portadores de Covid-19 devem aguardar 14 dias após o último dia de contato, para realizar a doação de sangue;
– Vacinas: a vacina Coranovac/ Butantan estabelece um prazo de 48 horas após o recebimento para que o cidadão possa fazer doação de sangue; já a vacina AstraZeneca/Fiocruz, pede o intervalo de 7 dias para a doação.
Ascom CNM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *