7 de abril de 2021

Em reunião com ministro da Ciência e Tecnologia, Rodrigo Cunha defende prioridade absoluta na vacinação

O senador Rodrigo Cunha se reuniu na noite desta terça-feira (06) com o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcos Pontes, para tratar do desenvolvimento de vacinas nacionais contra a Covid-19. Na conversa, Rodrigo destacou que o foco do país tem que estar na ampliação de oferta de imunizantes para que o país atinja rapidamente o patamar de vacinação em massa.

O senso de urgência manifestado pelo senador se deve ao agravamento da pandemia. Ele acredita que as vacinas são o passaporte para que vidas sejam salvas e o país possa retomar a normalidade econômica. “Hoje, a prioridade absoluta do país é a vacinação. A gente não pode perder mais nenhum dia. Sou um parceiro dentro do Senado para que o país possa avançar o mais rápido possível”, apontou Rodrigo.

O ministro Marcos Pontes informou que há uma rede montada com pesquisadores trabalhando exclusivamente no desenvolvimento de vacinas nacionais. Segundo ele, há três vacinas sendo desenvolvidas, sendo que uma já deu entrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para começar as fases 1 e 2 de testagem.

Pontes explicou que além de sanar o problema de estoque, uma vacina desenvolvida e produzida no Brasil ainda leva em conta as variantes que vêm sendo identificadas nacionalmente, sendo eficazes também contra essas cepas, como a P1, surgida em Manaus.

Os esforços nacionais se somarão aos imunizantes que já estão sendo oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Plano Nacional de Imunização em todo o país. O Brasil conta hoje com as vacinas Coronavac (do laboratório chinês Sinovac) e AstraZeneca (desenvolvido pela universidade de Oxford).

Na qualidade de presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia e Inovação do Senado (CCT), Rodrigo se colocou à disposição do Ministério para que o país avance na vacinação, e convidou o ministro para se apresentar à comissão.

Ascom Rodrigo Cunha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *