11 de janeiro de 2021

Sala de reuniões da Corregedoria Geral da Justiça recebe nome de Paulo Lyra

A sala de reuniões da Corregedoria Geral da Justiça de Alagoas (CGJAL) agora tem o nome do servidor Paulo Augusto Vasconcelos de Lyra (In Memoriam), mais conhecido como Paulinho, cuja homenagem foi realizada na tarde desta segunda-feira (11), com o descerramento da placa que contou apenas com alguns familiares e amigos de trabalho.
Paulo Lyra sofreu um acidente no início do mês de setembro de 2020, ficou em coma e passou por vários procedimentos médicos, mas não resistiu e faleceu no dia 19 daquele mês. Ele atuava no setor de Inspeção e Correição da CGJAL. Na oportunidade, a esposa Laurenice Beltrão Lyra agradeceu pela homenagem.
“Eu não esperava uma homenagem dessa grandeza. Em todos os setores onde atuou, ele sempre contagiava; tanto é que, no velório dele, participaram amigos de todas as comarcas por onde ele passou nesse período de trabalho no TJ. Tinha gente de Canapi, de Mata Grande e de Arapiraca. Nós estamos muito felizes com a homenagem prestada a ele; é uma coisa que encheu realmente a gente de orgulho”, comentou Laurenice, que estava acompanhada da filha, Eduarda Lyra.
A coordenadora do setor de Inspeção e Correição, Rossane Teixeira, lembra da generosidade do amigo e da união estabelecida com todos os servidores que trabalham no departamento. “Nesse momento especial, meu sincero e emocionado agradecimento ao desembargador Fernando Tourinho, pela sua sensibilidade, carinho e lembrança, prestando esta significativa homenagem ao nosso irmão Paulinho, que ficará para sempre eternizado em nossas melhores lembranças; e também no prédio desta Corregedoria”, disse Rossane.
Durante discurso, o corregedor-geral da Justiça, desembargador Fernando Tourinho de Omena Souza, afirmou que Paulo Lyra foi uma figura marcante e que contagiou a todos – uma unanimidade na Corregedoria.
“Ele irradiava alegria onde chegava e estava sempre disposto a ajudar quem precisava. Nessa minha trajetória de vida, vi poucas pessoas com o espírito de querer ajudar. O que a gente precisa é repassar esse legado dele de querer bem ao próximo, de querer bem às pessoas com quem convivia e ele gostava de todos com quem trabalhava. A sensibilidade dessa homenagem é de todos os servidores daqui, porque a gente queria fazer algo para deixar marcada a pessoa do Paulinho”, comentou o corregedor Fernando Tourinho.
Carreira
Paulo Lyra ingressou no Judiciário alagoano como analista judiciário através de concurso público, em 2003, realizado pelo então presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), desembargador José Fernando Lima Souza. Atuou nas comarcas de Mata Grande, Canapi e Arapiraca. Exerceu ainda atividades no setor de Inspeção e Correição da Corregedoria Geral da Justiça de Alagoas, onde também era muito querido por magistrados e servidores.
Ascom CGJ/AL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *