12 de janeiro de 2021

Presidente da FMAC recebe integrantes do Fórum de Cultura Popular

Ao som dos versos “Guerreiro/Cheguei agora/Nossa Senhora/É nossa defesa” cantada e tocada pelos integrantes do Fórum de Cultura Popular e do Artesanato Alagoano (Focuarte), a presidenta da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), Mirian Monte, foi recebida e homenageada com a entrega de broches e uma escultura que simbolizam os folguedos alagoanos como o Bumba Meu Boi e o Guerreiro. O encontro ocorreu nesta segunda-feira (11) na FMAC.

A presidenta da FMAC se emocionou com a recepção dos mestres e artesãos alagoanos que vieram de Maceió e outros municípios como Penedo, Porto de Pedras e Marechal Deodoro. A artesã Vânia Oliveira disse que é importante resgatar o trabalho desenvolvido nas escolas da rede pública municipal com projetos educativos de estímulo à formação de novos mestres e artesãos entre as crianças e adolescentes.

Patrimônio Vivo – Mirian Monte destacou que, apesar das restrições devido à pandemia de Covid-19, as parcerias com as associações de folguedos e artesãos serão ampliadas para alcançar cada canto de Maceió com a valorização dos artistas. No encontro, a Focuarte apresentou uma minuta de um anteprojeto para criar uma Lei Municipal do Patrimônio Vivo do município de Maceió, que será encaminhado pela FMAC à Câmara Municipal.

Ao som dos versos “Guerreiro/Cheguei agora/Nossa Senhora/É nossa defesa” cantada e tocada pelos integrantes do Fórum de Cultura Popular e do Artesanato Alagoano (Focuarte), a presidenta da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), Mirian Monte, foi recebida e homenageada com a entrega de broches e uma escultura que simbolizam os folguedos alagoanos como o Bumba Meu Boi e o Guerreiro. O encontro ocorreu nesta segunda-feira (11) na FMAC.

A presidenta da FMAC se emocionou com a recepção dos mestres e artesãos alagoanos que vieram de Maceió e outros municípios como Penedo, Porto de Pedras e Marechal Deodoro. A artesã Vânia Oliveira disse que é importante resgatar o trabalho desenvolvido nas escolas da rede pública municipal com projetos educativos de estímulo à formação de novos mestres e artesãos entre as crianças e adolescentes.

Patrimônio Vivo – Mirian Monte destacou que, apesar das restrições devido à pandemia de Covid-19, as parcerias com as associações de folguedos e artesãos serão ampliadas para alcançar cada canto de Maceió com a valorização dos artistas. No encontro, a Focuarte apresentou uma minuta de um anteprojeto para criar uma Lei Municipal do Patrimônio Vivo do município de Maceió, que será encaminhado pela FMAC à Câmara Municipal.

Secom Maceió

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *