24 de novembro de 2020

Inscrições para programa de estágio da TIM se encerram na segunda, dia 30

Operadora abrirá cerca de 300 vagas no país, sendo metade para candidatos negros, com meta de ampliar diversidade racial inclusive em cargos de direção

Em um país onde a diversidade racial não se vê presente no mercado de trabalho, a TIM promoveu alterações no seu programa de estágio para ampliar ainda mais a participação de negros no quadro de funcionários da companhia, num ambiente de trabalho marcado pela inclusão e inovação. A meta da operadora é preencher 50% das vagas com afrodescendentes. Ao longo de 2021, serão abertas cerca de 300 posições em seis estados e no Distrito Federal. As inscrições podem ser feitas até a próxima segunda-feira (30) no site www.estagiotim.com.br.

Mais de um terço dos funcionários da TIM são negros e o objetivo da companhia é ampliar essa participação inclusive em cargos de liderança, hoje com 13% preenchidos por esse público — quase o triplo da média de 4,7% nas 500 maiores empresas do Brasil, cuja população é 55,8% composta por afrodescendentes. A operadora também tem 6% de seus diretores negros, parcela que também deverá ser aumentada no futuro.

“O novo programa de estágio traz mudanças para refletir a realidade do Brasil. A representatividade negra na TIM está acima da média do mercado, com 34% dos nossos funcionários negros, sendo que 13% estão em postos de liderança e 6% são diretores. Mas queremos ir além para aumentar ainda mais essa presença em todos os níveis hierárquicos da companhia. Para isso, temos que começar desde o início, repensando critérios e processos de seleção que podem significar barreiras de entrada para esses profissionais”, explica a vice-presidente de recursos humanos da TIM, Maria Antonietta Russo.

Para se candidatar, basta que o interessado esteja com matrícula ativa e cursando a faculdade, com previsão de formatura a partir de junho de 2022. Não há restrições relacionadas a instituições de ensino e cursos de graduação. O conhecimento de idiomas será desejável somente em vagas específicas e a TIM oferecerá um curso básico online de inglês para todos os inscritos no processo seletivo — mesmo que não sejam aprovados na fase final.

As vagas serão distribuídas entre Rio (cidade-sede da empresa), Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Recife e São Paulo, sem restrição de idade para os candidatos. A primeira turma aprovada começa a trabalhar em janeiro de 2021 e os demais selecionados serão chamados ao longo do ano. O programa terá duração de até dois anos, com carga de seis horas diárias de estágio, de segunda a sexta, em horário comercial.

A empresa oferece bolsas de R$ 1.350 a R$ 1.500, vale-transporte, vale-alimentação, seguro de vida, assistência médica e odontológica, smartphone funcional com pacote de dados ilimitado, happy day (folga no dia do aniversário) e Gympass (desconto em academias), dentre outros.

Segundo Maria Antonietta Russo, a empresa conta com um contingente de 26% de negros em cargos de analistas, consultores, especialistas, advogados e engenheiros — áreas que exigem maior qualificação técnica. Na última edição do programa de estágio, 33% das vagas foram ocupadas por afrodescendentes.

“Essa riqueza de diversidade propicia trocas de ideias, visões sob diferentes ângulos, criatividade e inovação. Tudo isso faz parte do DNA da TIM, com liberdade, respeito e coragem de fazermos mais e diferente”, completa a executiva. 

Sobre a TIM

“Evoluir juntos com coragem, transformando tecnologia em liberdade” é o propósito da TIM, que atua em todo o Brasil com serviços de telecomunicações, focada nos pilares de inovação, experiência do cliente e agilidade. A empresa é reconhecida por liderar movimentos importantes do mercado desde o início de suas operações no país e está à frente da transformação digital da sociedade, em linha com a assinatura da marca: “Imagine as possibilidades”. É, desde 2015, líder em cobertura 4G no Brasil, conectando, inclusive, o campo para viabilizar a inovação no agronegócio. Foi pioneira na ativação de redes 5G no país, com a criação dos Living Labs em 2019, e está pronta para a próxima geração de redes móveis.

A TIM valoriza a diversidade e promove uma cultura sempre mais inclusiva, com um ambiente de trabalho pautado no respeito. A companhia é a única do setor de telecomunicações a integrar o Novo Mercado da B3, reconhecido como nível máximo de governança corporativa, além de estar há 12 anos seguidos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), sendo operadora por mais períodos consecutivos nesta carteira. Também é primeira empresa de telefonia reconhecida pela Controladoria-Geral da União (CGU) com o selo “Pró-ética”, iniciativa que existe com o objetivo de promover um ambiente corporativo mais íntegro, ético e transparente.

Para mais informações, acesse: https://www.tim.com.br.

Ascom TIM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *