23 de novembro de 2020

Alagoano Willian José completa 29 anos vivendo grande fase na Real Sociedad, líder da LaLiga Santander

É de um pequeno município alagoano, chamado Porto Calvo, de pouco mais de 25 mil habitantes, que vem um dos brasileiros mais queridos da LaLiga – ao menos para o lado azul do País Basco. Contratado em definitivo pela Real Sociedad em 31 de julho de 2016, Willian José caiu nas graças da torcida ao fazer o que sabe de melhor: muitos gols. Com média de 14 bolas na rede por temporada, desde que chegou à San Sebastián, o brasileiro atingiu um importante marco ao lado de nomes como Lionel Messi, Luis Suárez e Iago Aspas. Sendo, ainda, fundamental nas boas campanhas que o clube tem feito nos últimos anos.

Formado nas bases do CRB – junto de Roberto Firmino -, clube de seu estado natal, Willian rodou por outras equipes, como Grêmio Barueri e Rio Preto, antes de se profissionalizar no clube do interior de São Paulo. Em 2011, foi contratado pelo São Paulo – mesmo ano em que conquistou os títulos do Sul-Americano e Mundial sub-20 com a seleção brasileira -, onde deu continuidade a essa boa fase. No Tricolor paulista, conquistou o único título do clube nesta década, a Copa Sul-Americana de 2012.

Mesmo assim, não permeneceu na equipe, chegando a passar rapidamente por Grêmio e Santos em 2013, antes de ingressar no Real Madrid Castilla, o time B dos blancos .

Por lá, atuando na LaLiga SmartBank, marcou quatro gols e acabou chamou a atenção do técnico Carlo Ancelotti – que comandava a equipe principal do Real Madrid. Até que, em abril de 2014, o italiano escolheu justamente o atacante brasileiro para suprir a ausência de Cristiano Ronaldo, no duelo contra a Real Sociedad pela LaLiga. É importante lembrar que Willian fez parte do elenco campeão da Liga dos Campeões e da Copa do Rei, na temporada 2013/2014.

Sem muito espaço, acabou negociado com o Real Zaragoza e retornou à segunda divisão espanhola, onde voltou a brilhar. Com sete gols marcados na fase regular, foi muito importante para o clube terminar na sexta colocação e garantir presença nos playoffs da promoção. Lá, até viu o Zaragoza perder a ida das semifinais por 3-0, dentro de casa, para o Girona FC. Mas, depois, se recuperou com dois gols na volta e liderou a goleada por 4-1 – resultado que classificou o clube para a grande final, na briga por uma vaga na elite nacional.

Ela, no entanto, não veio. Mesmo com mais uma bola na rede, o brasileiro não impediu a derrota no gol qualificado (após empate por 3-3 no placar agregado) para o Las Palmas. Justamente o clube que passou a defender na temporada seguinte, 2015/2016, também por empréstimo.

 Na elite, voltou a desempenhar um bom papel, novamente marcando dez gols na temporada – ajudando o clube não apenas a se manter na LaLiga Santander, como terminar na parte intermediária da tabela, em 11º com 44 pontos somados. Quando chamou a atenção da Real Sociedad, que o contratou em definitivo no dia 31 de julho de 2016. Desde então, o clube basco figura sempre na parte alta da tabela de classificação.

Inclusive, conquistando a sexta posição logo na primeira temporada do brasileiro em San Sebastián – garantindo presença na terceira fase eliminatória da Liga Europa. Mas, nada se compara aos feitos alcançados em 2019/2020: quando La Real não apenas chegou à grande final da Copa do Rei (eliminando ninguém menos que o Real Madrid, e agora esperando para decidir o torneio diante de seu maior rival, o Athletic Bilbao), como também conseguiu sua melhor classificação desde 2013 – quando terminou na quarta colocação da LaLiga Santander.

Agora, além da classificação direta à fase de grupos da Liga Europa, o clube ainda viu Willian José fazer história. Com 11 bolas na rede nesta última temporada, o brasileiro se tornou apenas o quarto jogador a marcar ao menos 11 gols em quatro edições seguidas da LaLiga – apenas Lionel Messi, Luis Suárez e Iago Aspas puderam marcar tantas vezes em quatro edições seguidas da principal competição nacional. O camisa 9 da Real Sociedad também encerrou a competição como o artilheiro de sua equipe na LaLiga – e o brasileiro com mais gols.

Por falar nisso…

Brasileiros que mais fizeram gols na LaLiga

 Willian, agora, é o 12º brasileiro que mais marcou gols na história da LaLiga. Com 60 bolas na rede, se mantiver a média dos últimos anos com a camisa da La Real, o artilheiro ainda pode chegar ao top 10, ultrapassando nomes como Edu (63 gols, por RC Celta e Real Betis), Julio Baptista (63 gols, por Sevilla FC, Real Madrid e Málaga CF), Baltazar (66 gols, por RC Celta e Atlético de Madrid), Neymar (68 gols pelo FC Barcelona), Ronaldinho Gaúcho (70 gols pelo FC Barcelona) e Luis Fabiano (72 gols pelo Sevilla FC).

Para figurar entre os cinco que mais fizeram gol, aí a tarefa é um pouco mais complicada. Afinal, enquanto Evaristo de Macedo marcou 82 gols atuando por FC Barcelona e Real Madrid; Bebeto tem 86 com o RC Deportivo La Coruña; Rivaldo tem 107 com RC Deportivo La Coruña e FC Barcelona; Waldo tem 115 com Valencia CF e Hércules; e Ronaldo Nazário já balançou as redes em nada menos que 117 oportunidades, por FC Barcelona e Real Madrid.

Com contrato até o fim de 2024, se permanecer nos Txuri-urdin até o final dele, Willian José pode ir ainda mais longe na lista acima.

 Em 2020/2021, Willian José já marcou duas vezes na LaLiga Santander e viu a Real Sociedad vencer suas últimas seis partidas na competição, se isolando na liderança com 23 pontos em dez rodadas (sete vitórias, dois empates e apenas uma derrota). O clube basco não sabe o que é sair de campo sem os três pontos desde a quarta rodada, quando perdeu em casa por 0-1 para o Valencia CF. De lá para cá, bateu equipes como Getafe CF (3-0), Real Betis (0-3); SD Huesca (4-1), RC Celta (1-4); Granada CF (2-0) e Cádiz CF (0-1).

O próximo compromisso dos Txuri-urdin na LaLiga Santander é dentro de casa, na Reale Arena, quando recebe o Villarreal CF no domingo (29), às 17h (de Brasília) – em duelo válido pela 11ª rodada da competição. Antes disso, o clube basco ainda visita o AZ Alkmaar, da Holanda, pela quarta rodada da fase de grupos na Liga Europa. Com duas vitórias e uma derrota, a Real Sociedad está na terceira posição, empatada em pontos com os dois primeiros – o próprio clube holandês e o Napoli (Itália).

Não é só Futebol. É LaLiga.

#HayQueVivirla

Sobre a LaLiga

Fundada em 1984, a LaLiga é uma associação esportiva que compreende as 42 equipes que compõem a primeira e segunda divisão do futebol profissional em Espanha. LaLiga, com sede em Madrid, é responsável pela LaLiga Santander, LaLiga SmartBank e pela produção televisiva, que na temporada 2018/2019 chegou a mais de 2.7 bilhões de pessoas em todo o mundo. Com sede em Madrid (Espanha), está presente em 41 países através de 11 escritórios e 44 delegados, abrangendo 84 países. A associação realiza sua ação social por meio de sua Fundação e é a primeira liga de futebol profissional do mundo com uma liga para jogadores de futebol com deficiência intelectual: LaLiga Genuine Santander.

Assessoria de Comunicação: Weber Shandwick – laliga@webershandwick.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *