16 de outubro de 2020

Tecnologia alagoana conquista resultados positivos durante a pandemia da Covid-19

Alagoas completa quase nove meses de pandemia e, entre as fases vermelha e azul, boa parte do progresso do Estado junto à média nacional para entrar em estabilidade de números se deveu também à dedicação da tecnologia pública estadual, que não mediu esforços e aumentou a capacidade e a qualidade de serviços digitais ofertados.

Sendo assim, o Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec) realizou uma análise sobre os ganhos do trabalho realizado até agora nesse período caótico, no qual, paradoxalmente, houve um aumento significativo de disponibilização de serviços virtuais.

“Todo esse avanço custou ao estado de Alagoas zero reais em investimento. São oito meses onde o uso de serviços digitais quintuplicou, logicamente que exigindo mais recursos e melhorias no nível de qualidade. A tecnologia trouxe segurança para todos os cidadãos, que passaram a ter suas necessidades atendidas num tempo menor e melhor digitalmente” disse Luciano Júnior, presidente do Itec.

Como isso ocorreu?

Para atender ao decreto de quarentena, todos os funcionários públicos foram mantidos em suas residências, em teletrabalho. O Estado de Alagoas possuía a capacidade de gerar 4000 VPN’s (conexões seguras), mas necessitava de ao menos 20 mil, visando comportar a maior parte de seus colaboradores. Para adequar-se a esta nova realidade, contou com a ajuda de empresas locais, nacionais e internacionais que emprestaram equipamentos e serviços de conectividade, podendo disponibilizar até 100.000 VPN’s, que corresponderia a igual número de pessoas trabalhando de suas residências.

Maior rapidez e estabilidade

Em conexão com o mundo, Alagoas possuía link de 2 GB de uma operadora e passou para 14 GB, fornecido por duas operadoras distintas, garantindo assim maior velocidade e duplicidade de saída mundial.

Modernidade

Mesmo no período da pandemia, as estruturas físicas do Itec estão sendo modernizadas. Todo prédio vem sendo reformado e ampliado. Instalações modernas, devidamente planejadas, visando segurança – com portas blindadas para o data center -, praticidade e, principalmente, aumentando a disponibilidade de energia e conectividade. De um projeto original feito anos atrás que custaria em torno de 18 milhões de reais, conseguiu-se, com a dedicação e a criatividade de arquitetos e engenheiros, em um novo projeto, reduzir os custos para aproximadamente um milhão e duzentos mil reais.

Ainda no tocante à infraestrutura, pela primeira vez o Estado está tendo à disposição dois geradores que possibilitam e garantem que toda parte digital funcionem, mesmo se houver interrupção por parte da concessionária de energia. Ambos interligados a uma nova subestação de energia recém montada.

“Outra das nossas mais recentes conquistas foi a mudança da subestação elétrica do Itec, que já operava há 43 anos e foi substituída por uma nova. O novo prédio estará sendo equipado com nova rede elétrica para atender à demanda técnica e administrativa. Na Central de Serviços, dobramos a nossa capacidade de atendimento ao público. Comparando ao mesmo período do ano passado, nós saímos de 8 mil ligações/mês para 28 mil ligações/mês, implantamos inteligência artificial nos nossos atendimentos, agora o cidadão fica sabendo o tempo de espera, quantas pessoas tem na sua frente, os horários e também disponibilizamos a possibilidade do autoatendimento” explicou Álvaro Oliveira, gerente de operações (Gero).

Primeiro Lugar

Nos gastos com a Covid-19, Alagoas está em primeiro lugar no ranking da ONG Transparência Internacional Brasil. Com trabalho muito bem coordenado pela Controladoria-Geral do Estado (CGE), onde o Itec, por intermédio da equipe da Gerência de Desenvolvimento (Gerd), juntamente com a Gero, dedicou-se por vários dias para que fossem elaborados os melhores sistemas e portal, que ganharam o prêmio internacional.

Tudo Digital

Graças ao uso do Sistema de Eletrônico de Informações (SEI), Alagoas não parou. O Sistema implantado e mantido há dois anos pelo Itec, de coordenação da Secretaria de Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), não permitiu que o cidadão alagoano sentisse os impactos da pandemia na descontinuidade dos serviços públicos. Nosso Estado é um dos primeiros do Nordeste e do Brasil a possuir todos os seus processos digitais, no SEI.

A Chave do Sucesso

Todos esses ganhos não ocorreram por acaso. Tudo é resultado, primeiramente, dos processos de qualidade, inclusive com a implantação da ISO 9001, que já vem sendo trabalhado pela equipe do Itec com o apoio da equipe Seplag há um ano, juntamente com a racionalização/priorização dos investimentos e, principalmente, o apoio de parceiros privados nacionais, internacionais e locais, que foram decisivos.

“Dentre os próximos avanços e conquistas que estão sendo preparados, está o anteprojeto do serviço de inteligência artificial, que ainda não foi lançado, mas já foi concluído e por si só já constitui um salto enorme. Com a implantação deste projeto, o Estado mais uma vez será precursor de novos serviços, totalmente geridos por plataformas de inteligência artificial, inéditas no Brasil” finalizou Luciano Júnior, diretor-presidente do Itec.

Ascom Itec-AL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *