7 de outubro de 2020

Diagnóstico vai promover melhorias em 30 rotas turísticas estratégicas do país

Com objetivo de mapear as condições de circulação de passageiros e conectar os destinos turísticos o Ministério do Turismo firmou acordo com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Com isso, será estabelecido o diagnóstico de 30 rotas turísticas estratégicas no Brasil e que foram contempladas pelo programa Investe Turismo.Este é o primeiro passo para se identificar soluções e definir diretrizes públicas para fomentar o turismo no Brasil. A medida vai possibilitar que se implemente condições de transportes, estruturas, integração modais rodoviário, ferroviário, aquaviário e aéreo.

Uma rota turística é caracterizada por caminho ou percurso considerado importante para o desenvolvimento turístico, já que possuem atrativos que cativam os turistas e podem se destacar pelas características naturais ou por permitirem acesso a patrimônio cultural ou histórico. A partir da identificação e do potencial dos atrativos será organizada uma rota turística, já que a integração dos atrativos os torna uma oferta turística rentável e comercialmente viável.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) concorda com a retomada gradual e responsável do turismo, estimula a criação de rotas bem estruturadas que busquem a interligação de diversos Municípios. No período pós-pandemia do coronavírus (Covid-19), os destinos mais procurados devem ser os de curta duração, próximas ao domicílio do turista e em sua maioria, realizadas através de malha viária.

A área técnica de Turismo da entidade lembra que oferecer ao turista a segurança no percurso estabelecido pelas rotas é fundamental. Como consequência da união de esforços entre os gestores municipais e órgãos federais tem-se a divulgação da região turística. Sendo assim, a geração de emprego e renda resultam em um alavancar na economia dos Municípios envolvidos.

Da Agência CNM de Notícias com informações do MTur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *