25 de setembro de 2020

Parceria com a Ufal: Google Cloud chega ao Alagoas com projeto social

Nova edição do programa contará com profissionais do Google Cloud na realização dos treinamentos com conceitos básicos sobre a tecnologia em nuvem

Com foco na formação especializada de minorias sociais de Alagoas, o Projeto Google Cloud Social, em parceria com a Universidade Federal de Alagoas (UFAL), capacitará gratuitamente 100 pessoas pertencentes à população de baixa renda, população negra, mulheres e LGBTQIA+, fortalecendo o mercado de tecnologia local para gerar mais empregos. Por conta do distanciamento social causado pela COVID-19, a nova edição será totalmente on-line, começando já no início de outubro, com duração de 40 horas, divididas ao longo de 20 dias. Em março, Recife recebeu um projeto similar, que já capacitou 50 novos profissionais.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego no Brasil é de 11,8%, o que equivale a 12,8 milhões de pessoas, com dados referentes a junho 2020. A porcentagem se agrava em Alagoas, chegando a 17,8%, sendo a terceira maior taxa estadual do Brasil. Pensando nisso, o projeto social tem em vista a capacitação dessas pessoas, para que possam buscar oportunidades de trabalho no setor de TI. Conforme projeções da consultoria Gartner, apesar dos impactos econômicos da pandemia, os investimentos em nuvem pública continuarão a crescer no Brasil, podendo mais do que dobrar nos próximos três anos, o que demonstra a oportunidade de expansão deste mercado.

“Acreditamos no potencial do Brasil e dos brasileiros, além do crescimento do mercado de nuvem, principalmente nesse período desafiador que todos estão passando”, afirma Eduardo Lopez, presidente de Google Cloud para a América Latina. “Vemos dificuldades com os recrutadores para encontrar profissionais qualificados para trabalhar com a nuvem. Com isso em mente, abraçamos o compromisso de ajudar as comunidades em que estamos inseridos. A parceria com a UFAL se deu em um momento fundamental, estamos muito animados”, complementa.

Apoiador do projeto, o Deputado Federal João Henrique Caldas (PSB-AL), fala sobre a importância social do treinamento: “O impacto desse projeto na vida de estudantes em situação de vulnerabilidade social será imensurável. Precisamos urgentemente pensar em como fortalecer o currículo das futuras gerações focando em desenvolvimento e conhecimento ligados às novas tecnologias como computação em nuvem e inteligência artificial. Essa colaboração entre o Google (Cloud) e a UFAL é um grande exemplo de como fazer isso”.

Importância da nuvem

Graças à computação em nuvem, diversas tarefas realizadas por empresas, instituições e usuários finais se tornam possíveis, como o armazenamento on-line, processamento e análise de dados com ajuda da inteligência artificial, entre outras funções. Com o avanço da transformação digital das organizações, seu uso vem se tornando essencial, principalmente nos últimos tempos, com o avanço das práticas de trabalho remoto e a necessidade de aumento de produtividade e aprimoramento na obtenção de insights para melhoria dos negócios.

Durante o curso, que terá dez módulos, serão oferecidos conceitos básicos sobre infraestrutura e soluções de armazenamento de dados em nuvem, além de conhecimentos gerais sobre inteligência artificial, machine learning (aprendizado de máquina) e ferramentas do Google Cloud. Ao final do treinamento, os 100 alunos poderão se candidatar para vagas na função de “Analista de Nuvem Jr.” ou estágio em áreas de TI que possuem sistemas e informações em nuvem pública.

A UFAL, com quem o Google Cloud está em processo de fechamento da parceria, será a responsável pela seleção dos estudantes, que, além de pertencerem aos grupos sociais minoritários, deverão possuir acesso à internet e um computador compatível com o navegador Google Chrome, para que possam acompanhar as aulas guiadas pelos especialistas do Google Cloud. Além desses requisitos técnicos, os candidatos precisam ter noções básicas de inglês, informática e sistema operacional Linux. Também é recomendado conhecimento em alguma linguagem de computação (Java, Python).

Segundo Alexandre Lima, pró-reitor Estudantil da UFAL, o projeto tem grande importância para o mercado de trabalho local. “O treinamento básico em Google Cloud irá beneficiar os estudantes em perfil de vulnerabilidade socioeconômica que foram aprovados em edital específico publicado pela Pró-reitoria Estudantil. Trata-se de uma grande oportunidade para os nossos estudantes, principalmente pelo pioneirismo desta ação”, conta. Sobre as próximas etapas, Lima diz “teremos a assinatura do Termo de Cooperação e finalização do processo de seleção a partir de um curso básico de informática que será promovido pela UFAL”.

Sobre o Google Cloud

O Google Cloud oferece infraestrutura de ponta, recursos de plataforma e soluções da indústria, além de experiência para que as organizações reinventem seus negócios a partir de inovação baseada em dados e uma infraestrutura moderna de computação. Nossas soluções de nuvem corporativa utilizam a tecnologia avançada do Google e apoiam empresas para que elas sejam mais eficientes, modernas e inovadoras. Em mais de 150 países, clientes recorrem ao Google Cloud como seu parceiro de confiança para solucionar seus maiores desafios de negócio.

Contatos para imprensa:

Google Cloud
Matheus Briet – matheus.briet@ketchumbrasil.com
google@ketchumbrasil.com

UFAL
Simoneide Araújo – simoneide.araujo@ascom.ufal.br | ascomufal@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *