11 de setembro de 2020

“Desassoreamento das lagoas só depende da Braskem”, afirmou Quintella a Jorge VI

 

O ex-vereador Jorge VI esteve na tarde desta quinta-feira (10) na sede da Secretaria de Estado da Infraestrutura, onde foi recebido pelo secretário Maurício Quintella, quando discutiram sobre a viabilidade do projeto de desassoreamento das lagoas Mundaú e Manguaba, principalmente a parte que abrange a Região Metropolitana de Maceió.

Quintela lembrou que quando foi ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, teve a oportunidade de dragar o Porto de Maceió e elaborar um outro projeto de intervenção e dragagem das lagoas Mundaú e Manguaba. “Esse projeto está pronto e aprovado faltando só a captação de recursos. Eu já entreguei a Braskem porque ela manifestou interesse não só de utilizar a areia que está no fundo da lagoa para tampar as minas que hoje precisam ser preenchidas, como também para fazer uma boa ação, haja vista os problemas causados pela mineração naquela região”.

O secretário explicou que é um bom projeto, fruto de estuado realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH), que mostra, de forma rica e detalhada, as intervenções que precisam ser realizadas no Complexo Lagunar Mundaú-Manguaba. “Eu tenho muita esperança que a Braskem faça esse investimento, aliás, eu acho que é uma obrigação da empresa não só com a parte seca atingida como os bairros do Pinheiro, Cambona, Mutange, Bebedouro, mas também com o nosso complexo estuarino”, cobrou Quintella.

Maurício Quintella disse reconhecer o trabalho de Jorge VI em defesa das lagoas desde a época quando foram vereadores e, que está à disposição para juntar as federações, os pescadores para que seja feito um amplo debate com mais firmeza agora, “e possamos ter finalmente esse projeto executado”.

Ao final do encontro Jorge VI arrematou: “Então, o projeto está pronto, a secretaria quer executar, o que está faltando é o apoio financeiro da Braskem. Isso acontecendo salvaremos a ‘mãe lagoa’, e graças à Deus teremos melhora da qualidade de vida de centenas de famílias que sobrevivem das lagoas”, concluiu.

“Desassoreamento das lagoas só depende da Braskem”, afirmou Quintella a Jorge VI

 

Por assessoria

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *