28 de julho de 2020

TJ deve economizar R$ 60 mil por ano com envio eletrônico de processos ao TCE

Tribunal de Justiça enviou mais de 130 processos administrativos pela nova plataforma e-TCE. Tribunal de Justiça enviou mais de 130 processos administrativos pela nova plataforma e-TCE. Foto: Itawi Albuquerque
O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) deve economizar R$ 60 mil por ano com o envio eletrônico de processos
administrativos ao Tribunal de Contas do Estado (TCE/AL). Com o lançamento da nova plataforma tecnológica da Corte de Contas, o e-TCE, em junho passado, o TJAL, que antes enviava processos eletrônicos de aposentadoria, balancetes e prestações de contas, passou a encaminhar todos os processos licitatórios, contratações por dispensa, aditivos contratuais e convênios de forma virtual.
De acordo com o subdiretor do TJAL, Walter Santos, já foram encaminhados mais de 130 processos administrativos provenientes da Subdireção e do Departamento Central de Aquisições (DCA). Ainda segundo ele, o envio eletrônico reduz os custos operacionais do Tribunal de Justiça, uma vez que não são mais necessárias reproduções de cópias e impressões.
“Vamos eliminar uma média de dez resmas mensais, ou seja, 10.000 folhas/mês somente na Subdireção Geral, além de reduzir gasto com aluguel de impressora, cópias, toners, deslocamento de servidores e veículos para entrega dos processos no protocolo junto à Corte de Contas”, afirmou o subdiretor, ressaltando que, além do ganho financeiro, há benefício para o meio ambiente.
“Passamos a atuar de forma mais sustentável, com ganho de eficiência e qualidade, e principalmente com responsabilidade social e ambiental. Tudo isso vai ao encontro dos valores institucionais inseridos no mapa estratégico do Poder Judiciário de Alagoas”, destacou.
Outro ponto positivo, segundo o subdiretor, é o envio dos processos com mais rapidez aos gestores de contratos. “Um processo que após assinatura de contrato/convênio e publicação levava em torno de dez dias ou mais para chegar ao gestor, hoje, com a nova ferramenta, fica reduzido a no máximo dois dias”, afirmou Walter Santos.
Diego Silveira – Dicom TJ/AL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *