30 de julho de 2020

“Garantir empregos e ofertar crédito a micro e pequenos negócios é essencial frente à crise” ressalta Marx Beltrão

Marx apoiou aprovação da MP 944 que garante R$ 12 bilhões para o Pronampe

Marx apoiou aprovação da MP 944 que garante R$ 12 bilhões para o Pronampe

O deputado federal Marx Beltrão (PSD) ressaltou nesta quinta-feira (30) que “garantir empregos e ofertar crédito a micro e pequenos negócios é essencial frente à crise”. O parlamentar foi um dos membros da bancada alagoana que apoiou a aprovação da MP 944, que reforça em R$ 12 bilhões o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (PRONAMPE) e cria o Programa Emergencial de Suporte aos Empregos (PESE).

Por meio da MP, as micro e pequenas empresas voltarão a ter crédito garantido pelo governo, com empréstimos em linhas especiais com carência de 8 meses e juros reduzidos. No começo da semana, Marx Beltrão já havia protocolado ofício destinado ao ministro da Economia Paulo Guedes, solicitando o socorro urgente com mais valores para empréstimos exclusivos às micro e pequenas empresas.

“O PRONAMPE foi um sucesso, mas os recursos do Programa se esgotaram muito rapidamente e a maioria dos pequenos e micro empreendedores não tiveram acesso a esta linha de crédito. A MP 944 corrige esta distorção e esta falta, e agora os micro e pequenos negócios terão mais chances de garantir estes recursos com juros menores e carência para pagamento. Não devemos nos esquecer que são os micro e pequenos que concentram a maior parte dos empregos brasileiros e merecem todo o apoio do governo e do parlamento”, destacou Marx Beltrão.

De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), os micro e pequenos negócios representam 99% do total de empresas no Brasil. As pequenas companhias são as que mais geram emprego no Brasil com carteira assinada, somando 54% dos empregos formais do país. O comércio concentra a maior parte das empresas, somando 41%.

Além disso, é o setor de serviços que mais emprega mulheres. Os dados divulgados mostram que de 7,3 bilhões de mulheres empregadas nas MPE com carteira assinada, 53% estão nas empresas de serviço. Outro fator positivo dessas empresas menores é que os salários tendem a subir mais do que em grandes companhias. Em dez anos, a média salarial dos trabalhadores desses negócios subiu 25% acima da inflação. E a previsão é de que esses empresários aumentem ainda mais.

Ascom Marx Beltrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *