9 de julho de 2020

Equatorial Alagoas é a primeira empresa a aderir Lei Estadual de Incentivo à Cultura

Inicialmente, a distribuidora de energia elétrica vai investir 580 mil reais em doação

A Equatorial Energia passou a atuar em Alagoas em março de 2019 e sabe bem que o estado não vive somente do turismo de lazer. Há riquezas culturais, além sol e mar, que vão de talentos musicais a folguedos e manifestações folclóricas. É com essa visão que a Distribuidora de energia se tornou a primeira empresa a aderir a Lei Estadual de Incentivo à Cultura para fomentar ainda mais as atividades artísticas.

O aporte inicial será de R$ 580 mil reais, para serem investidos em projetos culturais que serão capitaneados pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult). “Muito mais que levar energia e atendimento com qualidade, queremos contribuir com a transformação dos territórios onde atuamos. Investir em cultura é valorizar as raízes e identidade de um povo e queremos fazer isso por meio de apoio as produções artísticas locais” afirmou Sergio Valinho, diretor de Operações da Equatorial.

Ele representou a Equatorial em reunião realizada na última terça-feira (07), quando foi formalizada a parceria entre a Distribuidora e o Governo do Estado. O grupo Equatorial já fomenta cultura há mais de dez anos. Começou pelo Maranhão, depois no Pará e agora começa no Piauí e Alagoas fechando os quatro estados onde a empresa atua com distribuição de energia elétrica.

Com a doação realizada pela Equatorial, a Secult já tem uma expectativa em desenvolver quatro projetos apresentados durante a reunião. Segundo a secretária de Estado da Cultura, Mellina Freitas, já há uma previsão para realizar o IV Festival Em Cantos de Alagoas, o I Festival Sururu, ações de apoio aos folguedos, no mês do Folclore, comemorado em agosto e a publicação de editais culturais.

“Todas essas iniciativas fazem parte de um projeto maior, chamado Festival Dendi Casa, que surgiu como uma forma de apoiar os artistas nesse período de isolamento social, em que eles estão impossibilitados de realizar as atividades e, consequentemente, gerar renda para o sustento de suas famílias”, comentou a secretária Mellina Freitas.

O superintendente de apoio à produção cultural, Paulo Poeta, destacou a relevância desse momento, já que é a primeira edição da Lei de Incentivo à Cultura em Alagoas. “A Equatorial é uma empresa grande e isso vai servir de estímulo para que outras empresas tomem essa iniciativa de investir em cultura. É um caminho que estamos começando agora e esse apoio é muito importante”, disse Poeta.

Lei Estadual de Incentivo à Cultura – A lei possibilita apoio às iniciativas culturais realizadas em Alagoas e as regras para utilização e aplicação foram publicadas pelo Governo do Estado, em maio deste ano com as Instruções Normativas 14ª e 16ª. A regulamentação permite que contribuições de empresas possam ser deduzidas no imposto estadual. É permitido pelas instituições privadas o limite correspondente a 0,3% da arrecadação anual do ICMS relativa ao exercício anterior ao ano vigente.

Ascom Equatorial Energia Alagoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *