19 de junho de 2020

Prédio sede da CGJ/AL recebe desinfecção contra coronavírus

Além da Corregedoria, os militares do Exército também fizeram a higienização da sede do TJAL e do Fórum da Capital. Foto: arquivo pessoalAlém da Corregedoria, os militares do Exército também fizeram a higienização da sede do TJAL e do Fórum da Capital. Foto: arquivo pessoal

Buscando evitar a propagação do Novo Coronavírus (Covid-19), os militares do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército Brasileiro (59º BI Mtz) realizaram, nesta quarta-feira (17), uma higienização do prédio sede da Corregedoria Geral da Justiça de Alagoas (CGJ/AL). Acompanhados pela servidora Penha Maciel, todos os ambientes foram devidamente saneados.

Mesmo em período de teletrabalho do Poder Judiciário, a parte administrativa da Secretaria Geral da Corregedoria comparece ao prédio para realizar a manutenção da limpeza, pegar correspondências e fazer a distribuição para o setor competente. A higienização do prédio está sendo realizada por meio de escalas entre os funcionários que se dirigem ao edifício uma vez por semana.

De acordo com a orientação do corregedor-geral da Justiça, desembargador Fernando Tourinho, e da secretária-geral, Katiane Lamenha, é necessário o reforço das ações de combate ao Covid-19, com higienização completa em todos os ambientes, para garantir uma maior segurança aos servidores e funcionários que precisam frequentar a Corregedoria Geral da Justiça de Alagoas durante a pandemia.

Conforme ressaltou a servidora Penha Maciel, a limpeza semanal representa um cuidado para a manutenção do edifício e com a saúde de todos. ?A desinfecção de objetos e das áreas internas e externas do prédio está sendo extremamente necessária e, embora boa parte dos trabalhos desenvolvidos pela Corregedoria esteja sendo feita através do trabalho remoto, algumas dessas atividades continuam a serem realizadas presencialmente, então temos que tomar o devido cuidado?, pontuou a servidora.

Os militares do Exército também fizeram a higienização da sede do TJAL e do Fórum da Capital.

Fernanda Santos – Ascom CGJ/AL 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *