26 de junho de 2020

Empresas adotam ginástica laboral a distância no home office

Iniciativa visa evitar problemas com a saúde dos colaboradores, como lesões nas costas e pescoço

O trabalho em home office foi uma realidade que chegou para muita gente de surpresa nos últimos meses. Quem nunca achou que precisaria trabalhar em casa, ficou sem escolha e teve que enfrentar as dificuldades para se adaptar, visto que as residências, em sua maioria, não são preparadas para atender as necessidades trabalho.

Para cuidar da saúde e bem-estar de seus colaboradores, a ginástica laboral feita via internet é uma opção eficaz a ser promovida por empresas. Em Maceió, a UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau deu início aos exercícios, uma vez por semana, sendo ministrados por um profissional de Fisioterapia e Educação Física. Um mês após o início do projeto, os encontros têm recebido elogios dos colaboradores.

“O bem-estar dos nossos colaborados sempre foi prioridade. Neste momento tão complicado, é importante um olhar especial para cada funcionário que, com muita determinação, continua fazendo a instituição funcionar. Promover ações que prezem pela saúde da equipe é fundamental”, diz o Reitor da UNINASSAU Maceió, Avelino Balbino.

O Fisioterapeuta e Educador Físico, Daniel Pestana, é coordenador de curso na Instituição. Responsável pela condução dos encontros de ginástica laboral, ele ensina exercícios simples, adaptados para quem está em home office, fortalecendo sempre a ideia de que os colaboradores sigam com as atividades ao longo da semana.

Segundo Daniel, o perigo do home office é tornar o indivíduo ainda mais sedentário, afinal, no escritório da empresa, as pessoas se levantam para pegar um papel ou realizar qualquer outra atividade. “Em casa, a cadeira pode não ser adequada e a mesa pode não ter a altura correta, podendo gerar vários transtornos musculoesqueléticos e contraturas que, no futuro, pode ser um problema”, explica.

“É preciso ter muito cuidado com a postura. No home office, o indivíduo pode ficar muito tempo no mesmo lugar com a postura errada e, com o passar do tempo, as dores começam a surgir. Então, o recomendado é colocar na rotina ao menos um momento de alongamento ao dia. Claro, com a orientação de um profissional da área”, orienta Daniel.

Para Monique Acioli, colaboradora da UNINASSAU Maceió, a ginástica laboral tem trazido momentos de bem-estar para a equipe. “Agora, trabalhando em home office, geralmente as pessoas não têm o conforto que a empresa oferece, além do fato de que a rotina está bem diferente. O nosso momento semanal de ginástica laboral, através dos movimentos e alongamentos, faz com que o trabalho fique mais leve e produtivo ”, afirma a Técnica de Segurança do Trabalho.

Ascom Uninassau Maceió

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *