26 de outubro de 2019

TJ encerra semana do servidor em clima descontraído com futebol e corrida

Vencedores das categorias masculina e feminina da III Corrida do Servidor.Vencedores das categorias masculina e feminina da III Corrida do Servidor. Foto: Caio Loureiro.

O Judiciário de Alagoas concluiu as atividades da Semana do Servidor, neste sábado (26), com a III Corrida do Servidor, de 2,5 km, e uma partida de futebol de magistrados versus servidores. O clima foi de muita amizade, descontração e selfies, no quartel Exército em Maceió.

O presidente do Tribunal de Justiça, Tutmés Airan, considera que as atividades lúdicas são importantes para manter o servidor motivado. “Eu tenho insistido que o servidor é uma peça fundamental na engrenagem do sistema de Justiça, e para fazer a melhor Justiça possível, o servidor precisa estar motivado para dar o melhor de si”.

“Como diz a música do Titãs, a gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte. E é com comida, diversão e arte, a gente fecha a semana de forma muito rica. O clima é muito bom, as pessoas aparentam estar felizes, isso é o que vale”, comentou Tutmés Airan.

Corrida

Entre os homens, diretor de tecnologia do Tribunal, José Baptista, venceu pela segunda vez a Corrida do Servidor. Ele foi seguido por Fábio Aragão, servidor da 15ª Vara Criminal, e Benito Gomes, integrante da Assessoria Militar do TJ.\bastante”, declarou Baptista.

Na disputa feminina, Joelma Mendes, servidora do 7º Juizado Especial de Maceió, chegou em primeiro. “Eu como faço corrida de rua, pra mim foi um prazer. Dedico esse troféu ao 7º Juizado”, disse Joelma.

Camila Santiago foi a segunda colocada. “Sou acostumada a correr todos os dias, mas nunca tinha participado de uma corrida assim. Não achava que ia ganhar, só corri pela diversão”, afirmou Camila, que é estagiária da 20ª Vara Cível. O pódio foi completado por Alessandra Santos, servidora da Presidência.

Futebol

De virada, o time dos magistrados venceu os servidores por dois a um, com gols de Klever Júnior e Bruno Acioli. Rafael Feitosa marcou para os servidores.

O servidor Marcos Benício é um entusiasta do futebol e acredita que o Tribunal deveria até promover um campeonato, envolvendo servidores de todo o estado.  “Esse evento não pode parar, tem que haver todo ano. Eu acho que deveria ter um campeonato anualmente”, disse. “O primeiro gol dos magistrados foi um impedimento claro, mas fora isso foi um jogo limpo, é uma festa e tem que ser assim”, ressalvou.

O juiz Igor Figueirêdo botou panos quentes na polêmica futebolística. “É uma brincadeira, uma confraternização, todo jogo de futebol tem essa provocação, mas o que vale é a integração de todos, essa união, para comemorar o Dia do Servidor”.

 

Dicom TJAL – IN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *