21 de setembro de 2019

Deputada Cibele Moura discute projeto de lei da Liberdade Econômica com jovens empreendedores

 

Parlamentar é relatora do PL na Assembleia e as sugestões apresentadas serão pontos de emendas à matéria que começa a tramitar na Casa

A deputada estadual Cibele Moura (PSDB) se reuniu, na manhã desta sexta-feira (20), com representantes da Empresa Junior de Direito da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), da Frente Pela Liberdade e do Conselho de Jovens Empreendedores de Alagoas. O objetivo do encontro foi ouvir sugestões para as emendas apresentadas por ela ao projeto de lei da Liberdade Econômica, de autoria do deputado Davi Maia (Democratas). Cibele é a relatora do PL na Assembleia Legislativa Estadual (ALE).

Ela defende a ampla participação nas discussões porque entende que é ouvindo o público-alvo que conseguirá atingir o objetivo da matéria, que é desburocratizar o sistema econômico, gerando emprego no Estado. “Foi um encontro muito propositivo. Como liberal que sou, defendo um estado livre de burocracias, porque entendo que isso só atrapalha o crescimento, a geração de emprego, o empreendedorismo, que é uma de minhas pautas prioritárias na Assembleia”, afirma Cibele.

Ela destaca a importância da participação dos jovens no debate. “Os jovens estudantes que comigo estiveram têm muito a contribuir com o Estado e apresentaram sugestões importantes para as emendas que iremos fazer ao projeto”, disse Cibele.

“A reunião foi muito propositiva, uma inovação. Estudantes de várias instituições discutiram alterações e pontos que sejam de melhor adequação para o cenário estadual, tanto político quanto econômico. Tenho certeza que o projeto será aprovado e terá bons resultados para o nosso Estado”, avalia Vilmário Vanderley, coordenador do Students for Liberty (SFL).

Para ele, a reunião foi propositiva. “Quando você mexe com a liberdade econômica, mexe com empreendedorismo e este não é para ricos. Atinge mais pessoas com profissões autônomas, como sapateiro, costureiro, ambulante, que é o que nós vemos hoje no centro de Maceió. São essas pessoas que vão ter no final um rendimento familiar muito maior do que têm hoje, por todos os entraves, na administração pública”, ressalta.

Ele diz ainda que o exemplo seguido é o da administração federal, que implantou medida provisória, convertida em lei, e espera só deliberações finais para fazer valer. “O Estado de Alagoas está sendo inédito nessa iniciativa. Tenho certeza que a Frente Parlamentar da Liberdade vai atacar todos os entraves que a fiscalização estadual impõe a alguns setores e que inviabilizam a atividade empresarial, que não se podem entender como prejudicial ao Estado, como as de baixo risco”, finaliza Vilmário.

Fonte: Ascom Cibele Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *