12 de julho de 2019

Artesã da comunidade Muquém será a nova Mestre do Patrimônio Vivo de AL

Reunião do Conselho Estadual de Cultura aprovou que o Guerreiro também foi aprovado como Patrimônio Imaterial de Alagoas

Reunião do Conselho Estadual de Cultura aprovou que o Guerreiro também foi aprovado como Patrimônio Imaterial de Alagoas

O Conselho Estadual de Cultura (CEC) realizou nessa quarta-feira (10) a terceira reunião ordinária do colegiado de 2019. O encontro ocorreu na Sala dos Conselhos do Palácio República dos Palmares. Esteve em pauta a aprovação da nova Mestre do Patrimônio Vivo de Alagoas (RPV), Marinalva Bezerra da Silva.

A artesã é integrante da comunidade Muquém, remanescente do Quilombo dos Palmares em Alagoas, berço de Zumbi, produz cerâmica utilitária num movimento contínuo e sem torno. Há mais de 50 anos ela tira de suas próprias mãos o sustento de sua família com o barro extraído das imediações do rio Mundaú.

Durante a ocasião também foi discutida a aprovação do Guerreiro como Patrimônio Imaterial de Alagoas, editais e a apresentação do plano anual da Secretaria de Estado da Cultura de Alagoas (Secult). Na reunião, a secretária executiva da Secult e membro do Conselho, Rosiane Rodrigues, defendeu a importância de se colocar sempre em pauta o planejamento dos editais previstos. “É uma forma de estreitar laços e fortalecer o desenvolvimento cultural de Estado, assim garantimos o avanço para a cidadania através da representatividade dos membros, que podem sugerir ações junto ao governo do Estado”, declarou.

O Conselho Estadual de Cultura (CEC), integrante da estrutura orgânica da Secretaria de Estado da Cultura, tem por finalidade deliberar sobre a Política Estadual de Cultura e o Plano Estadual de Cultura, acompanhar sua execução, bem como assessorar o secretário de Estado da Cultura, nos termos de seu regimento interno. O CEC é composto de 19 membros, recrutados entre representantes da Sociedade Civil e do Poder Público, todos nomeados pelo chefe do Poder Executivo Estadual.

Ascom Secult

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *