10 de junho de 2019

TJAL e ALE conhecem Casa da Mulher Brasileira, em Campo Grande/MS

Representantes do Judiciário e da ALE conheceram o funcionamento da Casa da Mulher Brasileira, em Campo Grande. Representantes do Judiciário e da ALE conheceram o funcionamento da Casa da Mulher Brasileira, em Campo Grande

Integrantes dos poderes Judiciário e Legislativo de Alagoas visitaram, na manhã desta segunda-feira (10), a Casa da Mulher Brasileira, na cidade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Pioneiro no país, o local oferece diversos serviços de enfrentamento à violência doméstica. A ideia é que um espaço similar seja implantado em Maceió.

Na Casa da Mulher Brasileira, as vítimas de agressão encontram Juizado, delegacia especializada, Defensoria Pública, Ministério Público e Patrulha Maria da Penha. Também são disponibilizados refeitório, alojamento e atendimento psicossocial.

“Esse projeto pioneiro que foi instalado em Campo Grande está dando resultados formidáveis. Aqui se transformou em um ponto de referência, onde as mulheres recebem orientação integral”, afirmou o juiz Paulo Zacarias, titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Maceió.

O projeto tem apoio do presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, Tutmés Airan, e da bancada feminina da Assembleia, que discutiram a iniciativa em reunião no início de maio.

“A Casa da Mulher Brasileira é um local onde as mulheres têm a sua dignidade restaurada. É uma ideia comprada pelas deputadas, com apoio do presidente Tutmés, e deve ser instalada em Maceió”.

Também participaram da visita as servidoras Érika Lima e Juliana Pimentel, do TJAL, e as deputadas Ângela Garrote, Fátima Canuto e Flávia Cavalcante.

Diego Silveira – Dicom TJAL

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *