15 de maio de 2019

Sesau realiza oficinas nos municípios sobre o Programa Saúde na Escola

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) deu início ao ciclo de oficinas do Programa Saúde na Escola (PSE) referente ao biênio 2019/2020. A ação visa a integração e articulação permanente da educação e da saúde, proporcionando melhoria da qualidade de vida das crianças e jovens em idade escolar.

No próximo dia 30 de maio, serão capacitados os técnicos dos municípios da V Região de Saúde, formada por Anadia, Boca da Mata, Campo Alegre, Junqueiro, Roteiro, São Miguel dos Campos e Teotonio Vilela. O treinamento irá ocorrer às 8h30, na Escola Municipal Professora Zenóbia Ferreira, em Campo Alegre.

Já no dia 6 de junho, serão contemplados os municípios Barra de São Miguel dos Campos, Barra de Santo Antônio, Coqueiro Seco, Flexeiras, Maceió, Marechal Deodoro, Messias, Paripueira, Pilar, Rio Largo, Santa Luzia do Norte e Satuba, que integram a I Região de Saúde. O evento vai ocorrer no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), no Conjunto Santo Eduardo, em Maceió, às 8h.

Os encontros, de acordo com o coordenador do Programa Saúde na Escola, Eloy Yanes, contam sempre com a participação dos coordenadores municipais do programa, técnicos e gestores da saúde e educação, além dos responsáveis pela iniciativa. “O objetivo das oficinas é apresentar as 12 propostas de ações para os responsáveis técnicos que realizaram a adesão ao programa e avaliar as ações desenvolvidas no período anterior”, explicou.

Ainda de acordo com Eloy Yanes, o Programa Saúde na Escola está presente nos 102 municípios alagoanos e atua com a proposta de auxiliar na formação dos estudantes, através de ações de promoção, prevenção de doenças, agravos e atenção à saúde. O PSE tem parceria nas três esferas de poder (municipal, estadual e federal), sempre com alunos da rede pública de ensino.

Eloy Yanes destacou, ainda, que o programa atua em 2.140 escolas, atingindo 577.569 alunos, além de 1.775 equipes do Programa Saúde da Família (PSF). Ele também está presente em 613 creches, com 30.745 crianças assistidas.  “O programa promove o conhecimento que se multiplica entre familiares e colegas dos envolvidos. Essa informação amplia a saúde e bem-estar da população”, reforçou.

O encontro trata, também, sobre a situação das arboviroses em Alagoas e a cobertura vacinal nas regiões que apresentaram resultados abaixo do esperado. “Serão envolvidos os coordenadores de Atenção Básica, Vigilância Epidemiológica e Endemias para tratar desse tema que afeta diretamente a saúde e bem-estar da população”, concluiu o coordenador.

Fabiano Di Pace/Ascom Sesau

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *