3 de maio de 2019

Produtores da Bacia Leiteira buscam apoio do Parlamento para evitar sobretaxa de Pernambuco

Em reunião realizada na tarde desta quinta-feira, 2, deputados estaduais e produtores de leite do Estado discutiram demandas da Bacia Leiteira de Alagoas. Na pauta, uma ação emergencial para que Alagoas não perca seu principal comprador de leite in natura, a Lactalis, que está situada na cidade de Bom Conselho/PE. Isto porque, o governo de Pernambuco está cobrando uma taxa extra de 6% na alíquota do ICMS para os fabricantes que comprarem o leite de outros estados. A empresa desde 2011 compra 120 mil litros de leite dos produtores de alagoanos e apenas 60 mil litros da produção pernambucana. A preocupação é que, com a sobretaxa, a grave a crise que já atinge o setor do leiteiro seja aprofundada.

Após ouvir o apelo dos produtores, a Comissão de Agricultura da Casa, presidida pelo deputado Yvan Beltrão (PSD), decidiu que irá intermediar uma reunião entre o Governo do Estado e representantes da Bacia Leiteira de Alagoas para buscar uma solução para a questão. “Todos os deputados estão unidos para ajudar os produtores no que for preciso e vamos levar seus pleitos ao governador Renan Filho. Tenho certeza que o Governo não vai deixar os produtores na mão e vamos conseguir melhorar as condições de trabalho”, observou o deputado.

O presidente da Câmara Setorial do Leite, André Ramalho, que esteve representando a Federação da Agricultura de Alagoas, informou que com a sobretaxa vai haver um excedente na produção de leite e o Estado não tem condições de absorver. “O produtor de Pernambuco entendeu que esse leite, que é comprado pela indústria, está causando problemas. Eles foram ao governo e pediram apoio”, prosseguiu Ramalho, informando que além da cobrança de taxa extra sobre o leite que vai de Alagoas para Pernambuco, os produtores do estado vizinho estão nas tratativas para que a empresa reverta e compre mais produtos em Pernambuco do que em Alagoas. “Isso prejudicial para nós, porque não temos para onde fornecer esse excedente”, destacou.

Os produtores vieram ao Parlamento para solicitar o apoio da Casa no sentido de que seja intermediada uma conversa entre os produtores de leite e os governos de Alagoas e de Pernambuco para encontrar um meio termo. “Somos bacias leiteiras irmãs, que sempre se ajudaram mutuamente”, disse André Ramalho.

Fonte: Ascom ALE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *