13 de maio de 2019

Prefeitura de Marechal inicia implantação de Coleta Seletiva no Francês

Para ter a residência ou o estabelecimento cadastrado é necessário informar o nome, endereço e número de telefone

A Secretaria de Meio Ambiente, Saneamento, Agricultura, Pesca e Aquicultura, em parceria com a Cooperativa de Catadores de Marechal Deodoro (Coopmar), deu início a implantação da coleta seletiva nas residências do município. As equipes percorreram as casas da região da Praia do Francês com o objetivo de fazer o cadastro para destinação correta de material recicláveis. Outras localidades da cidade também deverão receber o cadastro.

Para ter a residência ou o estabelecimento cadastrado é necessário que o interessado informe o nome, endereço e um contato para as equipes da Coopmar. De imediato serão feitos cadastros em cinco pontos estratégicos, que são: Centro Histórico, Praia do Francês, Massagueira, Barra Nova e Santa Rita. Nesta primeira semana, as equipes estarão com foco somente na Praia do Francês, para cadastrar o máximo de residências.

Os deodorenses que tiverem interesse em participar da coleta seletiva devem entrar em contato com a Coopmar através do número: 99936-2831, ou procurar a Secretaria de Meio Ambiente, localizada na Avenida Caravelas, Praia do Francês.

Atualmente, os catadores coletam em média 20 toneladas de resíduos recicláveis. Além disso, de acordo com a coordenadora de educação ambiental de Marechal Deodoro, Rennisy Cruz, o município não estipulou uma meta para cadastrar e trabalhará o máximo para tornar a cidade cada vez mais sustentável.

“Com esses cadastros nós iremos aumentar o número de coleta no município e ajudar na geração de renda para os cooperados. Esse material vai voltar pra cadeia produtiva, e iremos incluir as pessoas que dependem desse material, que são os cooperados. É com muito trabalho e esforço que vamos desenvolvendo uma consciência ambiental na população e tornando nossa cidade cada vez mais sustentável”, expôs.

A moradora da Praia do Francês, Fernanda Pinheiro, contou que a ação é inédita em Marechal Deodoro, e que agora os deodorenses terão um local adequado para enviar os materiais. “Eu tenho dezenas de livros e cadernos na minha casa que não tinham para onde ir, e agora tem. Essa iniciativa é ótima, a gente não tinha essa coleta e agora a poluição vai diminuir”, disse a moradora. Paralelo ao cadastro, os cooperados estão percorrendo as ruas com as bicicletas para coletar os materiais encontrados.

Sthefane Ferreira (estagiária) / Fotos: Wellington Alves/Secom Marechal Deodoro

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *