14 de maio de 2019

Artesãos alagoanos comercializam mais de R$ 65 mil em feira nacional

Mestre Enauro foi um dos representantes de Alagoas no 12º Salão do Artesanato

Mestre Enauro foi um dos representantes de Alagoas no 12º Salão do Artesanato

Quando as produções artesanais alagoanas chegam ao mercado nacional e até internacional, uma coisa é certa: a divulgação e venda das peças é sempre um sucesso. Já na primeira grande feira do ano, que contou com a participação de profissionais e associações do estado, o 12 º Salão do Artesanato em Brasília, os artesãos locais conquistaram a marca de R$ 65 mil em comercialização ao longo dos cinco dias de evento, que aconteceu de 8 a 12 de maio.

Em número de peças, o resultado é representado por meio dos 1.086 produtos vendidos e encomendados entre os dez profissionais e associações alagoanas, selecionados por meio de edital promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), para representar o estado na feira. A atuação dos artesãos no evento integra as atividades de promoção e fortalecimento das produções conduzidas pelo programa Alagoas Feita à Mão.

Ao lado de nomes como mestre Aberaldo, meste André da Marinheira e a Associação das Artesãs do Pontal de Coruripe, o artesão Enauro Rocha volta para casa, em Maceió, com motivos de sobra para comemorar. Com todas as suas peças vendidas – luminárias de coité (cabaças) – durante a feira, o profissional avalia a experiência de forma muito positiva, sobretudo, em decorrência dos resultados das encomendas e dos contatos estabelecidos.

enauro.jpg

“Me sinto realizado em poder ser um dos representantes de Alagoas em uma feira nacional, a divulgação do trabalho abre caminhos para alcançarmos nosso objetivo final. A experiência foi maravilhosa. Dos eventos que já participei, esse foi o que recebi mais elogios e ainda consegui vender todas as minhas peças, que acaba sendo resultado do reconhecimento da nossa produção”, celebra Enauro Rocha.

Entre as diversas vantagens de mercado e com objetivo promocional, as feiras e eventos funcionam como uma importante vitrine para divulgar o trabalho dos artesãos dentro e fora do Brasil. Segundo a gerente de Design e Artesanato da Sedetur, Daniela Vasconcelos, a ideia tem sido fortalecer e dar voz a cultura local, por meio de diferentes técnicas e tipologias que integram o estande de Alagoas nos variados eventos promovidos anualmente no país.

“Nosso maior diferencial é a enorme multiplicidade de tipologias que apresentamos. O artesanato é uma das atividades culturais responsável por dinamizar a economia em grande parte dos municípios do estado. E o programa Alagoas Feita à Mão vem justamente para fortalecer este segmento, não apenas agregando valor às produções artesanais, como também expandindo a possibilidade de oportunizar a geração de renda para os profissionais e associações”, ressalta Daniela Vasconcelos.

Rafaela Pimentel/Ascom Sedetur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *