19 de abril de 2019

Semthas realiza capacitação sobre o enfrentamento ao trabalho infantil em Penedo

Com o objetivo de fortalecer a rede de proteção social e as práticas intersetoriais necessárias ao enfrentamento das formas de trabalho infantil, a Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social realizou uma capacitação técnica para as coordenações pedagógicas e articuladores do Programa Escola 10 das Escolas Municipais de Educação Básica de Penedo, o encontro foi realizado no auditório da Casa de Aposentadoria, na última quarta-feira (17).

Na ação, já prevista como uma das metas do planejamento estratégico da SEMTHAS, foram abordados os conceitos históricos sobre Trabalho Infantil e quais as permissões legais, além de serem apresentados os resultados do ano de 2018, sobretudo, no que diz respeito ao número de menores identificados no trabalho infantil, encaminhamentos aos serviços de convivência e fortalecimento de vínculos e os avanços da Escolinha de Futebol “Trabalhando Sonhos” e das contratações de Jovens Aprendizes.

Para a coordenadora Didiany Costa, que responde pela articulação das ações de enfrentamento ao trabalho infantil, a palavra de ordem precisa ser Intersetorialidade. De acordo com a coordenadora, “não há como percebermos os resultados positivos sem que haja integração entre as políticas públicas, principalmente, assistência social e educação. Por isso, nós reafirmamos a importância das práticas educacionais e os esforços dos nossos profissionais da educação que tanto contribuem para a superação das graves condições sociais”.

Ainda, essa preocupação foi externada pela coordenadora geral da Semthas, Ivanilde Regueira, quando observou a volatilidade dos repasses financeiros do governo federal. “Não podemos correr riscos de que, por conta da interrupção constante dos cofinanciamentos governamentais, venhamos a comprometer negativamente o andamento dos nossos projetos. É por essa razão que precisamos fazer da nossa força atuando juntos o diferencial para os próximos períodos”. Ainda, Ivanilde Regueira, reafirmou que todos sabemos do comprometimento das equipes da Assistência Social e da Educação fazendo com que todas as metas estabelecidas nos Planos de Ação sejam alcançadas.

O momento foi conduzido pelo psicólogo e coordenador de planejamento da SEMTHAS, Vinícius Barbosa, que nos permitiu compreender os caminhos e estratégias de intervenção, bem como, quais os impactos do trabalho vivenciado na infância e adolescência.

No evento, ainda foi anunciado que está previsto para início de março um ato de reconhecimento das empresas que cumpriram as cotas legais da aprendizagem, demonstrando ainda mais responsabilidade social e suas contribuições com a transformação de vida dos 38 jovens já contratados como aprendiz legal.

Fonte: Secom Penedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *