12 de março de 2019

Sesau orienta pais sobre atualização do calendário vacinal contra a meningite

Em Alagoas, estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde as vacinas pentavalente, a meningocócica do tipo C, pneumocócica 10 e BCG

Em Alagoas, estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde as vacinas pentavalente, a meningocócica do tipo C, pneumocócica 10 e BCG

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, e pode ser desencadeada por vários tipos de agentes, sendo os principais vírus e bactérias. Por isso, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) orienta os pais a atualizarem a caderneta de vacinação, visto que as vacinas desatualizadas colocam em risco não apenas a própria saúde, mas, também, podem se tornar um transmissor de doenças, em especial para as crianças, que são mais vulneráveis.

Segundo a assessora técnica do Programa Nacional de Imunização (PNI), Denise Castro, em geral, a transmissão é de pessoa para pessoa, através das vias respiratórias, por gotículas e secreções do nariz e da garganta. Em Alagoas, estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), as vacinas pentavalente, a meningocócica do tipo C, pneumocócica 10 e BCG. Enquanto que a pneumocócica 23-valente, está disponível no Centro de Referência para Imunobiológico Especial (CRIER), localizado no Hospital Helvio Auto, no bairro Trapiche da Barra. Denise Castro ressalta que pais devem ficar atentos ao calendário vacinal (Foto: Carla Cleto)

”A vacina meningocócica C protege as crianças da bactéria meningocóco C, a que mais causa meningite em crianças de até quatro anos. A vacina deve ser aplicada em crianças menores de cinco anos e um reforço na adolescência, no período dos 11 aos 14 anos”, explicou Denise Castro.

A vacina Pneumocócica 10-Valente é indicada para imunização ativa (ou seja, estimula o sistema de defesa do organismo a produzir anticorpos) de crianças menores de cinco anos contra doença pneumocócica invasiva, pneumonia e otite média aguda e meningite.

A vacina BCG previne contra formas graves da meningite tuberculosa e a forma disseminada. “É aplicada em recém-nascidos e, caso a criança não tenha tomado, a vacina é indicada até os quatro anos, 11 meses e 29 dias de vida. Aparece cicatriz em média após 6 a 12 semanas”, informa Denise Castro.

Já a vacina pentavalente imuniza os bebês contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e meningite. Enquanto a vacina pneumocócica 23-valente (polissacarídica) ajuda a proteger contra infecções pneumocócicas causadas pelos tipos mais comuns de pneumococos. A vacina pode ser administrada rotineiramente a pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

Ainda de acordo com Denise Castro, ela também pode ser administrada a pessoas com idade igual ou superior a dois anos, caso apresentem doenças crônicas; perda de fluido cérebro-espinhal; infecção pelo HIV; doença de Hodgkin; linfoma; leucemia, câncer generalizado, insuficiência renal crônica ou síndrome nefrótica, recebam quimioterapia para câncer ou outro tratamento imunossupressor (incluindo corticoides) ou tenham sido submetidas a transplante de órgãos ou de medula óssea.

Marcel Vital/Ascom Sesau

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *