12 de fevereiro de 2019

Presidente do TJAL volta a se reunir com representantes de movimentos sociais

Reunião, realizada na Presidência do TJAL, foi solicitada pelos representantes. Foto: Caio LoureiroReunião, realizada na Presidência do TJAL, foi solicitada pelos representantes. Foto: Caio Loureiro

O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), desembargador Tutmés Airan de Albuquerque, voltou a se reunir, nesta segunda-feira (11), com representantes de movimentos sociais que lutam pela reforma agrária. Na última sexta-feira (8), foi realizado um encontro que tratou sobre o cumprimento de um acordo que destina parte das terras da Usina Guaxuma, do falido Grupo João Lyra, para a reforma agrária.

“Qualquer solução tanto para Laginha quanto para Guaxuma, que são os dois maiores patrimônios da massa falida do grupo João Lyra envolve necessariamente os movimentos sociais. Essa conversa de hoje foi para justamente avançar no caminho dessas soluções, tentando encontrar alternativas que viabilizem os dois projetos”, explicou o desembargador Tutmés Airan.

Para o presidente do TJAL, o intuito é evitar que essa falência seja feita de forma tradicional, com a mera venda de aditivos para pagar as dívidas. “A ideia é, para que esse patrimônio possa elevar de preço, botar isso tudo para produzir, gerar emprego, renda, imposto. Então é uma ideia difícil de costurar, que passa necessariamente pelos movimentos sociais, de modo que a conversa foi tentando encontrar um caminho que nos leve a esse objetivo”, disse o desembargador.

Os representantes ficaram de discutir possíveis soluções entre eles para então apresentar ao Estado e a massa falida. Tacísio Barbosa, do Movimento Terra Livre, classificou o novo encontro como proveitoso e disse que a desapropriação traria benefícios econômicos para a região.

“A discussão de hoje foi justamente para a questão da usina Laginha diante da dificuldade da região, economicamente com a falência isso trouxe um impacto muito grande para o município de União dos Palmares e a gente pode voltar a gerar renda dentro para o município e a região”, explicou Tarcísio Barbosa.

Robertta Farias – Dicom TJAL

Um Comentário em “Presidente do TJAL volta a se reunir com representantes de movimentos sociais

Rosiman Rocha
14 de fevereiro de 2019 em 11:46

Lembrando que a cooperativa dos agricultores familiares de Joaquim Gomes e região solicita entrada nesta discussão e reunião pra inserirmos na discussão a antiga usina agrissa como Cooperativa dos agricultores familiares de Joaquim Gomes e região reabri lá como cooperativa COOPAF Joaquim Gomes esse será um grande avanço na agricultura familiar de Joaquim Gomes e região juntos somos mais vamos avançar neste grande projeto pra Joaquim Gomes geração de empregos e renda pra as famílias de Joaquim Gomes e região e-mail ujealagoas@hotmail.com contatos watzap 99973-8204 98828-7057 Rocha obrogado.

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *