7 de abril de 2016

Com estrutura moderna de segurança, TJ inaugura estacionamento José Maria

Espaço recebeu nome de ex-servidor do Judiciário alagoano e conta com 128 vagas para carros, 10 para motos, bicicletário e postes de iluminação

Fotos: Caio LoureiroInauguração contou com a participação de magistrados e servidores

Inauguração contou com a participação de magistrados e servidores

O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), Washington Luiz Damasceno Freitas, inaugurou, nesta quinta-feira (7), o estacionamento José Maria, reformado para servidores do Poder Judiciário. Fechado com muretas e grades, 128 vagas para carros, sendo quatro preferenciais, 10 vagas para motos, bicicletário, postes de iluminação, canteiros e cancelas, o espaço recebeu o nome do ex-servidor do Judiciário alagoano.

“Estamos dando ao estacionamento o nome do senhor José Maria, que foi garçom por mais de 15 anos no TJ/AL e faleceu recentemente. Ele era uma pessoa muito querida, educada, risonha, que contagiava todos nós. Por isso, essa homenagem, que foi aprovada por unanimidade pelos desembargadores”, explicou o presidente Washington Luiz.

Na oportunidade, o desembargador presidente agradeceu o apoio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, que realizou pavimentação e saneamento ao redor do Tribunal, e explicou que a reforma faz parte do plano de valorização dos servidores, a fim de incentivar uma melhor prestação jurisdicional. “Estamos inaugurando esse estacionamento para dar mais tranquilidade, conforto e segurança aos servidores do Poder Judiciário. O local agora tem toda estrutura moderna na esfera da segurança”, disse.

A magistrada Maria Lúcia de Fátima Barbosa Pirauá, presidente da Associação de Magistrados de Alagoas (Almagis), destacou a iniciativa da Presidência em reformar o estacionamento e homenagear o ex-servidor José Maria.

“Isso demonstra o respeito com todos que atuam no Poder Judiciário, magistrados e servidores, e a boa vontade do presidente Washington Luiz de tornar mais confortável, mais acessível, esse estacionamento. Quando as condições de trabalho melhoram, elas motivam o servidor a desempenhar suas funções com mais qualidade”, disse a juíza Fátima Pirauá.

A reforma foi iniciada em dezembro de 2015 e seguiu as normas do Tribunal de Contas da União (TCU), bem como as resoluções 114 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e 07 do TJAL, nas quais os preços são praticados com base na tabela do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi) da Caixa Econômica Federal.

Ampliação do Tribunal de Justiça

Durante a solenidade, o presidente Washington Luiz falou ainda sobre a desapropriação dos imóveis ao redor do Tribunal. “Toda a quadra em torno da Praça Deodoro já é patrimônio do Poder Judiciário. Nós não teremos condições de edificar o novo prédio ainda nessa gestão, mas deixaremos o projeto pronto. A ideia é construir um prédio para comportar a parte administrativa do TJ/AL”, explicou o presidente.

Ainda de acordo com o desembargador, até o final deste ano, as casas serão demolidas e o terreno nivelado. Enquanto não for iniciada a construção do novo edifício do Judiciário, o local poderá ser utilizado como estacionamento.

Robertta Farias – Dicom TJ/AL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *