21 de dezembro de 2015

Homicídios caem 25,22% na região metropolitana, em onze meses

A região metropolitana de Maceió teve uma significativa queda no número de homicídios, entre janeiro e novembro deste ano. De acordo com dados apresentados pelo gerente de Polícia Judiciária 1 (GPJ-1), da Polícia Civil, delegado Cícero Lima, a redução foi de 25,22% em relação ao mesmo período do ano passado. Além de Maceió, a região metropolitana inclui as cidades de Barra de São Miguel, Marechal Deodoro, Pilar, Satuba, Coqueiro Seco, Santa Luzia do Norte, Rio Largo, Messias, Paripueira e Barra de Santo Antônio. Nos 11 primeiros meses de 2014, foram registrados 892 homicídios; este ano, no mesmo período, o número caiu para 667. “O índice ainda é alto, mas essa queda significa que 225 vidas foram poupadas”, afirma o delegado-geral Paulo Cerqueira. Conforme as estatísticas, Maceió teve uma redução de 23,52% na taxa de assassinatos, de janeiro a novembro. Em 2014, foram 676 crimes desse tipo, enquanto este ano caiu para 517. Os bairros do Vergel do Lago, Jacintinho, Tabuleiro do Martins e Benedito Bentes, identificados como os mais problemáticos pelo Núcleo de Estatística e Análise Criminal (Neac) da Secretaria de Segurança Pública , apresentaram uma queda significativa no número de homicídios. De setembro de 2014 até setembro deste ano, o bairro do Vergel do Lago liderou o ranking, com redução de 50% dos índices registrados. Outra região que também se destacou nesse período foi o Tabuleiro do Martins. Em apenas um ano, o bairro, considerado um dos locais de maior incidência criminal no Estado, alcançou uma redução de 34% do indicador de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), seguido pelos bairros do Jacintinho, com 30%, e Benedito Bentes, com 8%. O delegado Cícero Lima reconhece como fundamental o trabalho das forças policiais, especialmente nas operações integradas, para que esses números tenham sido alcançados. Mas, ressalta também os esforços desenvolvidos pelas equipes nas diversas unidades da Polícia Civil para a obtenção dos novos índices. Lima informou que, de janeiro a novembro, as delegacias incluídas na região metropolitana instauraram 7.335 inquéritos policiais, com a conclusão de 6.557 deles. Deste total, 4.892 inquéritos apontaram os autores dos crimes (75%), enquanto 1.665 foram concluídos sem autoria (25%). Na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), coordenada pelo delegado José Carlos André, foram instaurados 464 inquéritos; 397 concluídos, sendo 255 com autoria (64%) e 142 sem autoria (36%). “A Polícia Civil de Alagoas tem procurado cumprir sua missão de investigar e apontar os autores dos crimes ao Poder Judiciário, e ainda colaborar com a prevenção à criminalidade. Vamos prosseguir com esse trabalho em 2016, conforme determinação do secretário Alfredo Gaspar de Mendonça e do governador Renan Filho”, salientou o delegado-geral Paulo Cerqueira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *