4 de novembro de 2015

Sebrae assina Termo de Cooperação do Projeto Praia Viva

Na manhã desta quarta-feira (4), foi assinado, na sede da Prefeitura Municipal de Maceió, o Termo de Cooperação Técnica para a execução de ações do Projeto Praia Viva, coordenado pela Secretaria Municipal de Promoção do Turismo (Semptur). Nessa iniciativa, o Sebrae em Alagoas irá capacitar e formalizar os empreendedores e ambulantes que atuam nas praias de Maceió, da Jatiúca à Pajuçara. Participaram da solenidade de assinatura Rui Palmeira, prefeito de Maceió; Jair Galvão, secretário Municipal de Promoção do Turismo; Marcos Vieira, superintendente do Sebrae em Alagoas; Milton Pradines, gerente de Marketing e Relações Institucionais da Braskem; Antônio Pinaud, presidente da Desenvolve – Agência de Fomento de Alagoas; e representantes do Trade Turístico do estado. O prefeito de Maceió destacou a parceria entre o município, o Sebrae e a Desenvolve. Para Rui Palmeira, o Projeto Praia Viva vai reorganizar a orla marítima da capital alagoana, capacitando os comerciantes, em especial os ambulantes. “Quem vai ganhar com isso é a população que frequenta as praias e os turistas que, quando são bem servidos, voltam e ajudam a incrementar a economia da cidade. A área que vai iniciar as ações, Ponta Verde, Pajuçara e Jatiuca, é a mais movimentada da orla, sobretudo nos finais de semana. Por isso, melhorar a higiene e a capacitação dos prestadores de serviços da orla é importante para Maceió”, afirmou o gestor municipal. Para Marcos Vieira, superintendente do Sebrae em Alagoas, a assinatura do Termo de Cooperação mostra o caráter de união em torno da orla maceioense. De acordo com o diretor, o papel do Sebrae será muito importante para o pleno funcionamento do projeto, já que a capacitação e formalização dos pequenos negócios é parte fundamental da iniciativa. “As praias são uma de nossas maiores riquezas, por isso, precisamos padronizar os serviços que são prestados em sua extensão. Ali, gera-se riqueza, mas, também, problemas; daí a necessidade de atuarmos para que as praias sejam cada vez mais motivos de orgulho para os alagoanos e que sejam mais atrativas para quem nos visita”, comentou Marcos Vieira. O Sebrae em Alagoas, através da Unidade de Comércio e Serviços (UCS), iniciou o levantamento dos comerciantes que atuam na orla de Maceió para dar início às capacitações e formalizações que, segundo Débora Lima, analista da Unidade, devem começar ainda neste mês de novembro. Jair Galvão explicou que o projeto é dividido em bases de atuação, e só na medida em que cada uma for sendo concretizada é que as demais serão iniciadas. A ideia, de acordo com o secretário municipal de Promoção do Turismo, é que toda a faixa litorânea de Maceió seja atendida pelo Projeto Praia Viva. “O projeto é feito de forma modular, e pretendemos até chegar à orla lagunar. Queremos que a proposta seja modelo de atuação na gestão de orlas urbanas, não só para outras cidades do estado, mas para outras cidades do país. Ainda queremos que os ambulantes – e isso é algo que já vínhamos dialogando com eles – atuem na preservação da faixa de areia, ajudando na conservação e atuando como fiscais da limpeza da orla”, disse Jair Galvão. Milton Pradines, gerente de Marketing e Relações Institucionais da Braskem, destacou a importância do Praia Viva e seu papel para o projeto de reestruturação do esgotamento sanitário da orla de Maceió, que visa pôr fim às línguas negras existentes no local. “Essa é mais uma parceria importante firmada com a Prefeitura. Nós vamos atuar com mais efetividade na segunda fase do projeto com a instalação das lixeiras, mas um dos aspectos mais importantes é a atuação junto aos ambulantes que, além de receberem capacitação para que melhorem os serviços que prestam, também passarão a ter uma atuação mais efetiva para manter nossas praias limpas”, comentou Pradines. Já Antônio Pinaud, da Agência Desenvolve, garantiu que não faltarão recursos para a implantação do Projeto Praia Viva. Segundo ele, todos os cuidados para o cadastro dos beneficiários com as ações do projeto serão tomados, e os Microempreendedores Individuais (MEI) terão direito a crédito para fortalecerem seus negócios. “Estamos atendendo a uma orientação do governador Renan Filho em ajudar a fomentar o turismo no estado. A linha de crédito que será ofertada para o projeto será subsidiada pelo governo. Assim, os comerciantes vão poder melhorar seus negócios, que vão desde o fardamento ao equipamento de cozinha ou maquinário em geral. Além disso, os empresários das barracas também serão atendidos. Para isso, basta que sejam Microempreendedores Individuais formalizados”, explicou Antonio Pinaud.

Sobre o Praia Viva

O Projeto Praia Viva foi estruturado pela Secretaria Municipal de Promoção do Turismo (Semptur), e contará com atuação integrada de órgãos municipais, como as Superintendências Municipais de Controle do Convívio Urbano (SMCCU), Transportes e Trânsito (SMTT) e Limpeza Urbana (Slum), Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), além de órgãos estaduais e da iniciativa privada. Quatro eixos principais são o foco do projeto: Limpeza e Meio Ambiente; Qualificação, Sensibilização e Treinamento para Prestadores de Serviços Turísticos; Praia Digital, que vai disponibilizar internet grátis em trechos específicos da orla marítima; e, por fim, o eixo Ordenamento, com revisão e atualização de normas que disciplinam, principalmente, a atuação dos ambulantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *