4 de novembro de 2015

Programa de Qualificação da Atenção Básica capacita gestores municipais

A Atenção Básica é uma das prioridades do Governo do Estado, uma vez que é a porta de entrada do cidadão aos serviços de saúde em Alagoas. E, dentro dessa proposta, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) capacitou, nesta terça-feira, 3, no auditório da Procuradoria Geral do Estado (PGE), em Maceió, gestores municipais sobre o III Ciclo do Programa de Qualificação da Atenção Básica (PMAQ). Ministrada pelo consultor Paulo Henrique Granha, a capacitação mostrou aos secretários municipais de saúde a importância do PMAQ para a melhoria dos indicadores na Atenção Básica, que são reflexos da melhoria na assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). “Essa é uma oportunidade para que os gestores municipais tirem suas dúvidas sobre o processo de adesão ao PMAQ. Além de falarmos sobre o financiamento e as classificações das equipes do PSF [Programa Saúde da Família], como também mostrar as mudanças que ocorreram e fazer uma avaliação do programa”, frisou. A gerente de Atenção Básica da Sesau, Tânia Queiroz, destacou a importância da capacitação, como uma oportunidade dos gestores discutirem e tirarem dúvidas sobre o PMAQ e as mudanças que ocorreram recentemente no programa. Ela destacou as ações que a Sesau viabiliza, para que os secretários municipais de Saúde trabalhem em parceria e sintonia. E lembrou, ainda, que em breve a Sesau estará realizando oficinas com os municípios. Fundamental Os secretários municipais de Saúde que aderiram ao PMAQ afirmam que ele é fundamental para os municípios, uma vez que representa mais um aporte para que invistam em qualificação dos profissionais, aquisição de equipamentos, entre outros serviços. Natália Fragoso, secretária de Saúde de Coqueiro Seco, disse que “o programa viabiliza uma série de ações que o município vem realizando, beneficiando tanto a população, como os trabalhadores da área”, evidenciou. Representando o secretário de saúde de Marechal Deodoro, Flávia Carla frisou que o programa trouxe um grande benefício para a saúde do município, que investiu em melhorias nas unidades de saúde, com a compra de equipamentos e, também, serviu para qualificar os profissionais que atuam no setor. Ela lembrou que “investir na Atenção Básica é fundamental, porque evita que a população tenha complicações com doenças que podem ser controladas na Atenção Primária, não necessitando migrar para o HGE”, salientou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *