4 de novembro de 2015

Presidente da Câmara de Maceió destaca redução da violência em AL

Em pronunciamento durante a sessão ordinária desta quarta-feira (4), o presidente da Câmara Municipal de Maceió, Kelmann Vieira (PMDB), destacou os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública, que comprovam uma redução dos índices de violência em Alagoas. Segundo ele, as informações referentes ao mês de outubro atestam que a integração e valorização das forças policiais são o caminho para retirar de vez o Estado do ranking dos mais violentos. De acordo com o Núcleo de Estatística e Análise Criminal, houve uma redução de 22% nos chamados Crimes Violentos Letais Intencionais em Maceió no mês passado. “Em todo o Estado, a queda desse terrível indicador foi de 19%”. Kelmann Vieira lembrou que há um pouco mais de uma semana, o próprio secretário Alfredo Gaspar de Mendonça esteve no Plenário da Câmara participando de uma Audiência Pública sobre Política de Segurança para Maceió e antecipou alguns números, mas fez questão de frisar que os resultados ainda estão longe do que se deseja. “Como bem disse aqui neste Plenário, a capital ainda registrou no acumulado do ano 473 mortes violentas. Mas, há um dado muito valioso nessa batalha travada há dez meses pelo governo do Estado, o ano de 2015 deve poupar da violência centenas de vidas em Alagoas”.

DESAFIADORA MISSÃO

O presidente destacou ainda uma publicação que fez em suas redes sociais no ano passado, defendendo o nome de Alfredo Gaspar de Mendonça para secretário. “Estávamos em um momento de escalada da criminalidade sem precedentes, em que registramos num um único semestre quase 1.200 crimes violentos letais intencionais, número similar ao que foi quantificado nos dez meses de 2015”, afirmou, completando que na “na ocasião, eu já reconhecia no então coordenador do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (GECOC) a figura ideal para assumir a árdua e desafiadora missão de comandar a Segurança Pública de nosso Estado”. Kelmann ressaltou a maneira ética, firme e justa de trabalhar do agora secretário e por tudo o que fez na sociedade alagoana no Ministério Público Estadual. “Era justamente o estilo que o notabilizou noGecoc, onde especializou-se em convergir e valorizar o trabalho das polícias, que eu e toda a sociedade alagoana esperávamos ver também na pasta da antiga defesa social”. Para ele, é também essa forma de conduzir seu trabalho que tem não só gerado resultados, mas agradado, fortalecido e unido a tropa. “O secretário que não se contenta apenas em pensar, comandar e traçar estratégias, mas que gosta e participa ativamente de boa parte das operações policiais conta hoje com o respeito e admiração de sua equipe”, relatou. “Doutor Alfredo tem feito questão de ressaltar em todos os seus pronunciamentos e entrevistas que não acredita em exército de um homem só e que se algo de bom e novo está acontecendo na Segurança Pública desse Estado é a dedicação abnegada dos alagoanos que integram as polícias civil e militar”, disse ainda.

ESPERANÇOSO

O presidente também demonstrou esperança e confiança nos resultados que ainda virão. “Hoje, ao ver o resultado da dedicação e da acertada estratégia de trabalhar a união de forças com valorização dos homens e mulheres das nossas polícias, fico extremamente esperançoso na reversão de uma conjuntura de violenta que nos acompanha há muito, mas que se tornou muito mais grave na última década”, destacou, complementando: “ é essa primeira vitória que esperamos: fechar o ano de 2015 com uma mudança significativa e determinante na curva dos tristes gráficos de violência que traduzem nossa realidade há anos. A guerra contra a criminalidade é imensa e prolongada, mas o fato de estarmos conseguindo pela primeira vez, em muitos anos, fazer frente a esse inimigo é um divisor de águas. E assim como a vitória é de todos, o desafio não é só do secretário de Segurança Pública é de toda a sociedade. Os números divulgados ontem só nos fortalecem para seguirmos enfrentando juntos esse desafio”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *