3 de novembro de 2015

Ministro debate estratégias para promoção do Brasil na Olimpíada

A importância de um evento olímpico para promover o país para o mundo foi o tema de uma conversa entre o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, e o presidente do Visit Britain, a agência de promoção britânica, Christopher Rodrigues, durante encontro nesta segunda-feira (2), em Londres. Eles estiveram reunidos na WTM Latin America, uma das principais feiras de turismo no mundo. Christopher afirmou que os investimentos no período que antecede os jogos são tão importantes quanto as ações de marketing que ocorrem durante e depois do evento. De acordo com ele, a maior parte dos recursos (60%) foram destinados para a promoção do país após o fim da Olimpíada, uma estratégia que aumentou o número de visitantes estrangeiros no país. "Temos de aproveitar exemplos bem-sucedidos e adaptá-los à realidade do Brasil e ainda aproveitar ao máximo a exposição que o maior evento esportivo proporciona ao país”, afirmou o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves. Ele foi destaque em uma entrevista coletiva com mais de 20 veículos de comunicação e aproveitou a oportunidade para convidar os participantes para visitar Brasil durante a Olimpíada 2016. Alves citou o recém-inaugurado Escritório Brasileiro de Turismo na Rússia e adiantou que outros países como a Índia também podem receber iniciativas específicas de divulgação. “Queremos, cada vez mais, estar abertos ao mundo. Por isso estamos trabalhando para isentar o visto de turistas no que estamos chamando de Ano Olímpico do Turismo”, disse. O projeto de lei foi aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal. Agora o texto segue para a sanção presidencial. No ano passado, durante a Copa do Mundo, cerca de mil atletas de 32 países estiveram no país. Na Olimpíada de 2016 serão 15 mil atletas de 205 nações. Pela projeção da Fifa, estima-se que 3,5 bilhões de pessoas tenham assistido o mundial de futebol. O Comitê Olímpico Internacional projeta que 4,8 bilhões de espectadores ao redor do mundo estarão de olho na Olimpíada. "Quero que o turista vá ao Rio, mas também visite o Nordeste, conheça a capital Brasília, conheça o sul e o Norte do país", afirmou Alves. Henrique Eduardo Alves participou também de uma reunião com todos os ministros do Turismo presentes no evento e com o diretor-executivo da Organização Mundial do Turismo, Márcio Favilla; e com Xu Jing, diretor da entidade para a Ásia. Nesta terça-feira (3), ele encontra-se com David Scowsill, presidente da WTTC, principal consultoria independente especializada em turismo do mundo. Na quarta-feira (4) o ministro almoça com o embaixador do Brasil no Reino Unido, Eduardo Santos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *