5 de novembro de 2015

Dirigentes da AlmavivA do Brasil recebem títulos de cidadãos maceioenses na próxima terça

Desde que a empresa italiana Almaviva começou a atuar em Maceió, em 2013, tornou-se uma das maiores empregadoras do Estado, na área de prestação de serviços. Até dezembro, a meta da líder do setor de Call Center na Itália é alcançar a marca de oito mil jovens empregados na capital, onde já investiu R$ 63 milhões. No Brasil, a empresa começou a atuar em 2006. Hoje, além de Maceió, ela tem unidades em Minas Gerais, Brasília, Sergipe, Piauí e São Paulo. Mas é em Alagoas onde a empresa concentra o maior número de funcionários. O desempenho da Almaviva na economia local será reconhecido pela Câmara Municipal de Maceió, na próxima terça-feira, dia 10 de novembro, às 9h, em solenidade marcada na Associação Comercial, em Jaraguá. O presidente da Mesa Diretora, vereador Kelmann Vieira (PMDB), propôs a outorga de Títulos de Cidadão Honorário de Maceió para o presidente da Almaviva no Brasil, Marco Tripi, e para o vice-presidente da empresa, Francesco Renzetti. A outorga dos títulos foi aprovada por unanimidade pela Casa. “A Almaviva aportou em Maceió com metas ousadas. Já são mais de cinco mil empregos gerados. Até o final do ano, a meta é chegar a oito mil postos de trabalho. Em apenas dois anos, a empresa inaugurou três bases na cidade, por acreditar na competência do povo maceioense”, disse Kelmann Vieira, defendendo que o potencial da empresa na geração de trabalho e renda deve ser valorizado. De autoria da prefeitura de Maceió, o projeto de lei que instituiu o Programa de Incentivo Fiscal para Empresas de Call Center e Telemarketing foi apreciado e aprovado rapidamente pelos vereadores. “Maceió era a única capital do Nordeste que não tinha um programa de incentivo para as empresas decall center. Quando recebemos a matéria do Poder Executivo aprovamos com agilidade para que a empresa Almaviva pudesse logo investir e gerar empregos em nossa cidade”, explicou Kelmann, que irá presidir a sessão solene. Entusiastas da vinda da empresa Almaviva para Maceió, o prefeito Rui Palmeira (PSDB) e o governador Renan Filho (PMDB) devem compor a mesa de honra na solenidade do próximo dia 10 de novembro. Também foram convidadas autoridades do Poder Judiciário, do Ministério Público Estadual, do Tribunal de Contas do Estado, além de parlamentares e empresários alagoanos. Nas três unidades que mantém em Maceió, nos bairros da Serraria, Salvador Lyra e Benedito Bentes, aAlmaviva possui 78% de seus funcionários usufruindo do primeiro emprego. Do total de colaboradores maceioenses, 64% têm menos de 25 anos de idade, o que realça a importância da empresa italiana para a juventude da cidade. “Os jovens de Maceió agora têm mais oportunidades de trabalho”, frisou o vereador Kelmann Vieira. Confira abaixo o currículo resumido dos homenageados MARCO TRIPI Natural de Roma, República Italiana, Marco Tripi nasceu em 1969. Graduado em Economia, iniciou a vida profissional em 1997 na empresa BNL Multiservizi, na área de Marketing. Em 1999, entrou para o grupo Almaviva. Em 2001, foi nomeado presidente executivo da companhia, situação que permanece até hoje. No Brasil, é presidente da Almaviva desde 2012, fazendo a empresa crescer 50% ao ano. Em 2014, Marco Tripi fez o faturamento da Almaviva saltar de R$ 200 milhões para R$ 700 milhões no país. FRANCESCO RENZETTI Nascido em 1962 em Terni, República Italiana, Francesco Renzetti formou-se em Direito em 1985. Exerceu cargos públicos até 2005. Entre 1989 e 1999, foi sócio do escritório de advocacia Persiani, em Roma, e assistente no Instituto de Direito Processual Civil da Universidade de Roma “La Sapienza”. Em 2000, tornou-se diretor jurídico da AlmavivA até ser nomeado diretor geral Staff do grupo. No Brasil, exerce a função de Vice-Presidente da empresa. Nos últimos anos, conduziu a ampliação da Almavivano Nordeste, com implantação de unidades em Sergipe, Piauí e Alagoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *