22 de outubro de 2015

Projeto “Primeiro livro” faz sucesso entre alunos da rede pública de São Miguel dos Campos

O projeto “Primeiro Livro” chegou a São Miguel dos Campos através de uma parceria do Instituto Inspirare com a Secretaria Municipal de Educação, trazendo o idealizador do projeto, Luíz Junqueira, o qual apresentou o plano do projeto e firmou parceria com professores que aderiram à ideia. Em São Miguel, quatro escolas participam, são elas: Escola Iramilton Leite com a orientação da professora Auniseia, escola Luzinete e Lindalva Jatobá com as professoras orientadoras Maria do Ó, Maria das Graças e Marinalva, escola Mário Soares com as professoras orientadoras Betânia Monteiro e Roselene Idalino e a escola Rui Palmeira com as professoras orientadoras Maria Cleide Marques, Rosimeire Fausto e Valdirene Vieira, com o total de 200 alunos participantes. O foco principal do projeto é que os alunos possam ser autores de suas histórias, sejam elas inspiradas em fatos reais ou totalmente ficcionais. O aprendizado gramatical e o despertar para o mundo literário acontece naturalmente e, a partir, das orientações que tanto professores de sala quanto a equipe técnica que auxilia o coordenador, Luiz Junqueira, abordam nas correções e indicações. Todo o trabalho é realizado na Google Drive o que empolga ainda mais os alunos, pois tanto quem escreve como quem corrige ou outro colega, pode participar da produção e reescrita das obras, por se tratar de uma ferramenta coletiva. As produções são espetaculares, a dedicação é intensa e a recompensa é ver a empolgação dos alunos a cada capítulo terminado ou elogio recebido dos corretores da equipe técnica. A secretária municipal de Educação, Maria do Amparo Farias, falou sobre o projeto. "Esse trabalho veio abrir os olhos e horizontes de muitos alunos que, por serem de escolas públicas, já são rotulados como incapazes, porém essa mobilização literária traz oportunidades além de abrir caminhos e visões para podermos mostrar que eles são eficientes e capazes de fazer e produzir coisas maravilhosas. Os nossos “Pequenos grandes escritores” ainda vão muito longe nas asas da literatura", destacou a secretária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *