19 de outubro de 2015

Governo de Alagoas incentiva a avicultura familiar como atividade comercial

Pequenos agricultores do município de Craíbas receberam do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri), o incentivo que precisavam para iniciar sua própria criação de aves. Na sexta-feira (16), o secretário de Estado da Agricultura, Álvaro Vasconcelos, esteve na sede da Associação Juntos Somos Fortes para a entrega de 1.500 pintos que serão distribuídos entre 17 famílias ligadas à entidade. A doação foi articulada pelo secretário Álvaro Vasconcelos e pelo empresário Rildo Ferraz, proprietário da avícola Frango Favorito, instalada recentemente no município de Santa Luzia do Norte. “Queremos estimular os agricultores a transformar essa atividade de fundo de quintal em uma atividade comercial. A ideia é que eles produzam cada vez mais e passem a fornecer para indústrias como a Frango Favorito, fortalecendo a cadeia produtiva da avicultura, garantindo renda para essas famílias e matéria-prima de boa qualidade para a indústria”, disse o secretário. De acordo com o presidente da Associação Juntos Somos Fortes, José Ferreira Barbosa, cada família beneficiada já possui um aviário montado por ele mesmos, dentro do modelo padrão apresentado pela Seagri, com consultoria prestada pelo Seabrae/AL. “Esse vai ser o pontapé inicial para que essas famílias despertem para a avicultura como alternativa de reforçar sua renda”, disse. As famílias ligadas à associação foram remanejadas de áreas de exploração da Mineradora Vale Verde, que também pretende desenvolver um projeto de avicultura com agricultores da região. Segundo a consultora do Sebrae Inês Pacheco, essas famílias passam por um momento de readaptação, uma vez que, anteriormente, estavam ligadas à cultura do fumo. “O Governo buscou alternativas viáveis para o desenvolvimento produtivo desses agricultores. A produção de hortaliças e a avicultura foram identificadas como atividades de baixo custo, fácil manejo e já adaptadas à região. Além disso, existe um amplo mercado caso essas famílias desejem expandir seu negócio”, explicou a consultora. Programa de Avicultura Familiar Dentro da Superintendência de Inclusão Produtiva, a Seagri desenvolve o Programa de Avicultura Familiar (PAF), que beneficia 900 famílias em 18 municípios alagoanos. No dia 13 deste mês, o Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) aprovou a liberação de R$ 558 mil para o PAF, o que permitirá sua instalação em mais 30 cidades. Para que o município seja incluído no PAF a prefeitura deve assinar um termo de adesão junto à Seagri assumindo a responsabilidade por prestar assistência técnica, selecionar as famílias beneficiadas e adquirir a produção para programas como o PNAE e o PAA. A Seagri fica responsável pela distribuição das aves para início da produção e pela distribuição da ração inicial. A ideia é de que, com esse suporte, o produtor passe, em pouco tempo, a administrar seu negócio de forma independente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *