22 de outubro de 2015

Gestores debatem perspectivas para o ensino de Jovens e Adultos

Refletir e rediscutir a perspectiva do ensino dos Jovens e Adultos (EJA) e demais programas dessa categoria na rede Municipal de Educação. Essa é a principal proposta do encontro que reuniu diretores e coordenadores do Programa de Jovens e Adulto, Projovem e Programa Brasil Alfabetizado (PBA). O evento aconteceu na manhã desta quarta-feira (21) na Companhia Municipal de Administração, Recursos Humanos e Patrimônio (Comarhp). A consultora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) coordenou o encontro que também contou com a participação da professora da Universidade Federal de Alagoas(Ufa), Mariná de Freitas. “A cidade de Maceió ainda tem uma grande quantidade de jovens analfabetos e alto ídice de violência nessa faixa etária de 15 anos. Estamos rediscutindo e fazendo a seguinte pergunta: ‘Que tipo de perspectiva nós temos para nossos Jovens e Adultos?’. Nesse sentido, estamos fazendo também uma análise do trabalho realizado até agora, pois ainda temos uma grande evasão escolar e meninos com 15 anos de idade que nunca foram à escola”, afirma Rita Hipólito. Rita ressaltou ainda que a reunião tem um propósito fundamental que é discutir o plano de ação para o fortalecimento da equipe EJA. A meta é fazer com que a equipe construa uma proposta inovadora e, assim, conscientizar o jovem quanto à importância da alfabetização como projeto de vida dele. A diretora Geral de Ensino, Sônia Moraes, explicou que a reunião tem caráter de articulação com todos os setores e programas envolvidos nesta modalidade. Ela reforça que a equipe entende que o programa de Educação de Jovens e Adulto (EJA) precisa trabalhar de forma integrada com os programas buscando encontrar estratégias e alternativas para atrair e sensibilizar esses jovens quanto à sua alfabetização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *