14 de outubro de 2015

Feira Camponesa leva produção de assentamentos à mesa do maceioense

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, representou o governador Renan Filho na abertura da 23ª Feira Camponesa, nesta quarta-feira (14), na Praça da Faculdade, no bairro do Prado, em Maceió. A feira, organizada pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) com o apoio do Governo de Alagoas, reúne cem produtores rurais de acampamentos e assentamentos do interior do Estado ligados à entidade. Na cerimônia de abertura, assentados de todas as regiões do Estado enfeitaram a mesa com diversos alimentos produzidos por eles, simbolizando as “oferendas” dos movimentos sociais à população alagoana. “Essas pessoas querem viver com dignidade, tirando o sustento do seu suor e produzindo alimento de qualidade. A feira representa o trabalho dos agricultores rurais, dos movimentos sociais, que trabalham todos os dias com seriedade para trazer à cidade o melhor da sua terra e do seu trabalho”, disse o coordenador regional da CPT, Carlos Lima. Ressaltando a importância dos assentamentos para a agricultura do Estado, o secretário Álvaro Vasconcelos destacou a realização das feiras para o escoamento da produção dessas localidades. “A Feira Camponesa faz com que os assentados da Reforma Agrária e do Crédito Fundiário possam comercializar seus produtos, agregando valor à sua produção. Essa é uma grande oportunidade que a população maceioense tem hoje de encontrar produtos agroecológicos, oferecidos pelos agricultores familiares nos acampamentos e assentamentos”, disse Vasconcelos. Além disso, o secretário lembrou a atenção do governador Renan Filho às ações que visam aproximar produtores e consumidores, facilitando o acesso da população ao que é produzido dentro do Estado e proporcionando, ao agricultor, o complemento de sua renda. “Com o respaldo do governador, a Secretaria de Agricultura tem promovido o maior número possível de feiras, porque nelas acontece a venda direta, onde o produtor consegue um preço melhor do que na venda ao atravessador, e o consumidor está comprando um produto de qualidade com preço mais baixo do que encontra no supermercado. O Governo do Estado tem dado todo o apoio a isso”, disse Vasconcelos. Assim como a Feira Itinerante promovida pela CPT, a Feira Camponesa é coordenada pelo Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), órgão vinculado à Seagri. Para o diretor-presidente do Iteral, Jaime Silva, a feira é uma boa oportunidade para adquirir produtos de baixo custo. “A Feira Camponesa oferece produtos de qualidade e preços baixos ofertados pelo homem do campo para o homem da cidade, por isso o Iteral tem orgulho de atender e ajudar os movimentos sociais sérios para que a feira seja realizada”, afirmou Jaime Silva. A Feira Camponesa segue até sábado (17), das 6h às 21h. No local, os frequentadores podem visitar uma casa de farinha e o Restaurante Camponês, com o melhor da comida regional, como o carneiro, a buchada, o pato, a galinha de capoeira e a carne de sol, acompanhados do cuscuz, do inhame e da macaxeira. Na programação noturna, várias opções musicais e cultura popular, como Pinóquio do Acordeon, Forró Casa de Reboco e Guilla Gomes, com shows gratuitos sempre a partir das 19h. Também estão previstas atividades infantis e conhecimento medicinal da cultura do campo. Para a criançada, haverá a brincadeira de pescaria. Já para os adultos, uma enorme variedade de plantas medicinais.

Serviço

23ª Feira Camponesa Data: 14 a 17 de outubro de 2015 Horário: Das 6 horas às 21 horas Local: Praça da Faculdade (Afrânio Jorge)

Programação Noturna

14 de outubro (quarta) 19h – Pinel do Acordeon 20h30 – Forró Casa de Reboco 15 de outubro (quinta) 19h – Forró Nó Cego 20h30 – Guilla Gomes 16 de outubro (sexta) 19h – Afro Afoxé 20h30 – Bingo do carneiro 21h – Pinóquio do Acordeon registrado em: Agricultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *