28 de outubro de 2015

Cresce procura por Enem dentro do sistema penitenciário alagoano

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio para os privados de liberdade (Enem/PPL) acontecem nos dias 1º e 02 de dezembro nas unidades prisionais. Este ano, 342 reeducandos, ou seja, 9% da população carcerária, estão inscritos para participar do exame, superando o número de inscritos do ano passado, onde 286 reeducandos realizaram as provas. As inscrições foram feitas pelo Setor Pedagógico da Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris). Com a aprovação no Enem, os candidatos poderão obter a certificação de conclusão do ensino médio e tentar uma vaga em uma universidade. Além das inscrições, é também o Setor Pedagógico responsável por acessar os resultados e, posteriormente, encaminhar os candidatos qualificados ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ao Programa Universidade para Todos (Prouni), ou mesmo requerer a certificação de conclusão do ensino médio e o acesso a outros programas da educação superior. Para requerer a certificação, é necessário que o candidato tenha alcançado 450 pontos em cada uma das quatro áreas de conhecimento avaliadas, além de 500 pontos na redação. O Presídio do Agreste foi a unidade com mais inscritos, 104 reeducandos. Em seguida, está a Penitenciária Masculina Baldomero Cavalcanti, com 57 participantes. Já a unidade feminina inscreveu 53 custodiadas. Para a supervisora de Educação da Seris, Genizete Tavares, o aumento dos números de inscritos é resultado de um somatório de ações desenvolvidas pela secretaria, com o apoio do governo federal e estadual. “Estamos em um processo de constante melhoria no que diz respeito à educação prisional”, afirmou. A supervisora explicou ainda que o trabalho de divulgação dos bons resultados dentro da unidade e entre os familiares é outra forma de incentivar os reeducandos. “Divulgamos em todas as unidades prisionais e realizamos reuniões com os representantes de módulo para que repassem as informações pertinentes e incentive os demais. É um trabalho realizado durante todo o ano para que os reeducandos não percam as oportunidades que lhes são ofertadas”, contou. Para preparar os custodiados para a maratona de provas, a Gerência de Educação, junto com a Escola Estadual de Educação Básica Educador Paulo Jorge dos Santos Rodrigues, realizarão aulas de revisão em novembro. Enem/PPL O Enem para as pessoas privadas de liberdade, assim como o exame tradicional, é realizado em dois dias, com questões de ciências humanas e suas tecnologias (história, geografia, filosofia e sociologia), ciências da natureza e suas tecnologias (química, física e biologia), linguagens, códigos e suas tecnologias (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação), redação e matemática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *