26 de outubro de 2015

Belo Monte: Ordem de serviço de esgotamento é assinada nesta segunda, 26

O governador Renan Filho e a secretária de Estado da Infraestrutura, Aparecida Machado, assinam nesta segunda-feira, 26, às 12h, a ordem de serviço para a obra de esgotamento sanitário do município ribeirinho de Belo Monte. A obra faz parte do Programa de Esgotamento Sanitário lançado no dia 19 deste mês e deve durar um ano e oito meses. A secretária Aparecida Machado deixa claro que esta ordem de serviço é apenas o início de uma série de atividades da mesma natureza em outras localidades de Alagoas. O Governo do Estado pretende levar esgotamento sanitário a todos os municípios alagoanos. “O Rio São Francisco é uma grande fonte de renda e abastecimento de água para o nosso estado. É extremamente importante conservá-lo e fazer uso consciente do mesmo. Continuaremos buscando recursos para a realização dessas obras, trabalhando sério para cumprir com todas as metas estabelecidas no programa de esgotamento”, ressaltou a secretária. A obra é fruto de um compromisso firmado entre o Ministério da Integração Nacional, por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf), e o Governo de Alagoas, através da Secretaria da Infraestrutura (Seinfra) e da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). A iniciativa visa à revitalização das bacias hidrográficas do Rio São Francisco e está orçada em R$ 4.045.926,59. Quase duas mil pessoas da Zona Urbana do município de Belo Monte serão beneficiadas com o esgotamento sanitário da região. Serão, aproximadamente, 3.400 metros de rede coletora de esgoto, tubulações que passam na porta das residências; 1.200 metros de emissário de recalque; quatro estações elevatórias, que são responsáveis por bombear o esgoto das áreas mais baixas para um ponto mais alto, e 57 metros de emissário final de efluente tratado. O tratamento do esgoto será feito através de lagoas anaeróbias, facultativas e de maturação, que possibilitam a despoluição de mais de 90% do esgoto recebido, o que o torna dentro dos padrões exigidos para que possa ser levado ao Rio São Francisco através do emissário sem que haja prejuízos à qualidade da água do rio. “Essas obras são prioritárias para o governo estadual porque, com elas, conseguimos melhorar a qualidade de vida, saúde, renda e educação de toda a população beneficiada”, lembrou Aparecida Machado. A obra, quando concluída, será entregue e operada pela Casal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *