17 de outubro de 2015

Arapiraca: 27 variedades de milho são apresentadas em Dia de Campo

Pesquisadores apresentaram o resultado de 27 experimentos com diferentes grãos de milho, durante o Dia de Campo, que nesta sexta-feira, 16, acontece na comunidade Bom Nome, localizada na Zona Rural de Arapiraca. Em entrevista ao Bom Dia Alagoas, da TV Gazeta, o secretário de Estado da Agricultura, Pesca e Aquicultura de Alagoas (Seagri), Álvaro Vasconcelos, ressaltou que a ação deve reúne diversos produtores de milho, visando divulgar e conseguir mais novos para o estado. Álvaro Vasconcelos falou que a ação e os encontros técnicos são importantes para o desenvolvimento da agricultura e da pecuária de Alagoas. Segundo ele, o programa de grãos do Governo Renan Filho coloca a secretaria como partícipe de mais de um experimento, desenvolvendo, sobretudo, mais um Dia de Campo. “Vamos apresentar 27 variedades, como fizemos em Capela, onde apresentamos algumas também. Daremos oportunidade aqueles que têm um interesse em diversificar nesse programa de grãos do estado. O dia é importante para o produtor ver a variedade, aquele que se adapta melhor, o tipo de variedade que ele vai plantar na próxima safra de 2016”, explicou o secretário. Ele acrescentou que a Seagri, junto com todos os parceiros, já está trabalhando para o programa de 2016. “O Dia de Campo vai dar essa informação técnica aos produtores”, afirmou Álvaro Vasconcelos. Segundo Rui Medeiros, secretário municipal de Agricultura de Arapiraca, há uma desproporção entre a produção e o que é consumido em Alagoas. “Produzimos atualmente no estado um pouco menos de 10% do nosso consumo, que gira em torno de 50 mil toneladas de milho por ano”, disse Medeiros. “A expectativa é que possamos aumentar essa produção, a produtividade, principalmente, através da introdução e da adequação de melhores materiais e, pra isso, tem atualmente temos cinco empresas, mais a Embrapa [Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária], e a Ufal [Universidade Federal de Alagoas], que estão apresentando seus materiais, as 27 variedades, como sementes melhoradas e sementes híbridas, para que os produtores tenham a oportunidade de escolher materiais melhores e mais adequados para as suas regiões”, concluiu Rui Medeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *