4 de setembro de 2015

Semas participa de ação para coibir ‘caronas’ de crianças em caminhões

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) participou de uma ação nesta quinta-feira (3), juntamente com a Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum), Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Maceió, Conselho Tutelar e Polícia Militar de Alagoas (PM/AL), para coibir que crianças e adolescentes peguem carona em caminhões coletores de lixo, que descarregam no aterro sanitário localizado Benedito Bentes. Técnicas do Centro de Referencia Especializado de Assistência Social (Creas) Benedito Bentes, do Serviço Especializado em Abordagem Social do Creas Santa Lúcia e da Coordenação do Programa do Trabalho Infantil, estiveram presentes no Conselho Tutelar do Benedito Bentes para receber e fazer o encaminhamento de crianças e adolescentes encontradas nessa região, cometendo essa prática, que além de perigosa, os submetem à situação de trabalho infantil. Segundo a coordenadora do Programa de Combate ao Trabalho Infantil, Lidiane Guedes, o objetivo da Semas é identificar e fazer o acompanhamento dessas crianças e adolescentes, que estão em situação de violação de direitos, que inclui o trabalho infantil. “Essa ação será contínua para que esses jovens saiam dessa condição vulnerabilidade e, o principal, não arrisquem as suas vidas”, falou a coordenadora. A secretária de Assistência Social de Maceió, Celiany Rocha, ressaltou o trabalho de articulação para garantir que cada vez mais crianças possam sair das situações de vulnerabilidade social, em especial as que envolvem a exploração do trabalho infantil. “É uma situação bastante crítica e inadmissível. Estamos sempre acompanhando, fazendo os encaminhamentos necessários, mas a reincidência dos casos acaba prejudicando bastante. Esse trabalho em conjunto com os demais órgãos é de suma importância para que esses índices de trabalho infantil diminuam”, explicou a secretária. Durante a ação, foram realizados sete atendimentos de crianças e adolescentes. Nesses casos, a equipe Semas verifica se os menores estão cadastrados em programas sociais, matriculados na escola e os encaminham aos Creas e aos Núcleos de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) para que sejam acompanhados e tenham cesso as políticas públicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *